Ferrari deve usar tokens restantes para GP dos EUA

Ferrari está considerando usar os seus tokens restantes para um grande upgrade no GP dos EUA, mesmo que isso possa ocasionar punições no grid

Mesmo que não possa mais alcançar a Mercedes no mundial de construtores, Sebastian Vettel ainda tem chances matemáticas de chegar ao título dos pilotos. Além disso, a Ferrari quer antecipar mudanças planejadas para 2016 na sua unidade de potência, algo que a Mercedes já fez quando atualizou o seu motor no GP da Itália.

O problema da escuderia italiana é que os seus dois pilotos já usaram quatro motores neste ano, o que significa que qualquer troca agora irá acarretar em punições no grid de largada.

O update irá disponibilizar um bloco de motor mais curto para ajudar a estreitar a traseira do carro e facilitar o trabalho dos engenheiros aerodinâmicos. As melhorias criarão a necessidade de um novo sistema de transmissão também.

Será mais provável que Kimi Raikkonen, que está fora da briga pelo título, use o upgrade primeiro, para que o time escolha se Vettel também terá o pacote.

Quando perguntado pelo Motorsport.com sobre os planos, o chefe de equipe da Ferrari, Maurizio Arrivabene disse:

"Nós estamos pensando sobre isso para Austin. É claro que a situação com Sebastian em segundo no mundial precisa ser considerada, mas nós precisamos fazer os nossos cálculos sobre o que nós vamos ter no fim antes de qualquer decisão."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pista Circuit of the Americas
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias