Ferrari é forçada a desistir de teste após batida de Vettel

Depois de acidente nesta quinta com SF15-T, time avalia estrago e vê impossibilidade de seguir com treino no molhado

O dia de abertura do que era para ser um teste de dois dias para avaliar os pneus de chuva da Pirelli de 2017 foi interrompido devido a um acidente de Sebastian Vettel, que se chocou com o guard-rail nesta quinta-feira (9) em Fiorano.

Imagens em vídeo do incidente mostraram que ele saiu da pista molhada artificialmente em uma curva à esquerda após a ponte do circuito, atingindo os guard-rails.

Embora houvesse alguma esperança de que os reparos pudessem ser feitos durante a noite no SF15-T, uma análise feita no chassi na fábrica fez a equipe perceber que não tinha peças de reposição suficientes para retomar o teste nesta sexta-feira (10).

A decisão de abandonar o teste significará que o terceiro piloto da Ferrari, Antonio Giovinazzi, perderá a chance de ganhar mais quilometragem em um carro de F1, já que ele deveria conduzir o teste hoje.

Aquaplanagem

O foco do teste da Pirelli era o feedback sobre como os pneus de pista molhada se comportavam, com um foco particular em suas características de aquecimento.

Problemas com aquecimento foram destacados no GP do Brasil do ano passado, e o assunto foi posto em foco para 2017 graças ao novo regulamento que obriga largadas paradas após inícios com Safety Car na chuva.

Uma consequência desta nova regra é que os pilotos provavelmente enfrentarão pneus úmidos com uma temperatura muito menor do que antes com os aquecedores.

As condições na quinta-feira foram especialmente complicadas, com a faixa temperatura não superando os 5°C.

Vettel não sofreu nada com o incidente, apenas algumas pequenas contusões depois de bater o cotovelo no lado do cockpit.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias