Ferrari e Mercedes são investigadas pela FIA

compartilhar
comentários
Ferrari e Mercedes são investigadas pela FIA
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Vinicius Alves
26 de jun de 2015 14:03

Motorsport.com apurou que equipes que lideram mundial foram amplamente vistoriadas após Canadá, para garantir que nenhuma está trapaceando, mas nada de irregular foi constatado.

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W06 trava pneu na freada
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W06 lidera no início da corrida
Sebastian Vettel, Ferrari SF15-T
Sebastian Vettel, Ferrari SF15-T

A FIA abriu uma investigação nos carros da Mercedes e Ferrari, pois suspeitava que as equipes estavam usando uma brecha no regulamento, para conseguir uma vantagem no desempenho.

A suspeita recaiu nos sistemas de combustível das equipes que lideram o mundial no GP da Espanha, com alegação que os carros estariam armazenando combustível além dos medidores, para tentar aumentar a potência.

Agora, o foco mudou para os sistemas de óleo, para saber se alguns times aprimoraram o desempenho com a adição de alguns produtos químicos que auxiliam no tanque de óleo, de modo que eles possam ser usados no motor, para melhorar a performance.

Análises detalhadas

A FIA confirmou que na sequência dos treinos livres e da classificação do GP do Canadá, amostras de óleo dos carros de Lewis Hamilton e Sebastian Vettel foram levados para uma análise detalhada.

Depois disso, a FIA emitiu um relatório dizendo: "A análise mostrou uma ligeira redução da viscosidade do óleo no reservatório principal, em comparação com o equivalente do tanque auxiliar em ambos os carros e as diferenças podem ser atribuídas na diluição do combustível, conforme o esperado em condições normais de funcionamento. A análise em Infravermelho mostrou que não houve diferença significativa entre o óleo no tanque principal, com o tanque auxiliar de ambos os carros.

Outras duas análises em diferentes componentes foram analisadas e também não mostraram nenhuma alteração que possa ser considerada irregular pelo regulamento.

Tudo certo

A FIA deixou claro que após a análise, estava convencida de que nenhuma equipe teria violado as regras.

"A partir desses resultados, pode-se concluir que o tanque de óleo auxiliar não está sendo usado para aprimorar o desempenho de componentes, tanto para o tanque principal quanto para a câmara de combustão, através do reservatório de respiro na entrada de ar," acrescentou o relatório.

O sistema de óleo investigado mostrou que a FIA vai garantir que todas as equipes cumpram as regras, de modo que não tenha nenhuma vantagem para ninguém.

Próxima Fórmula 1 matéria
Equipes da F1 precisam fazer mais para ajudar fornecedor de pneus

Previous article

Equipes da F1 precisam fazer mais para ajudar fornecedor de pneus

Next article

Agora é possível uma "guerra" de pneus na F1, afirma Michelin

Agora é possível uma "guerra" de pneus na F1, afirma Michelin
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari Shop Now , Mercedes Shop Now
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias