Ferrari elogia Massa e Alonso reconhece importância de ajuda

Espanhol realça segunda metade competitiva e Domenicali diz que a equipe deve o vice-campeonato de times ao brasileiro

Mesmo tendo perdido o campeonato de 2012 da Fórmula 1 por três pontos para Sebastian Vettel, Fernando Alonso reconheceu a importância do trabalho do companheiro Felipe Massa em sua campanha. Além de inversões de posição em duas corridas, o GP dos Estados Unidos do brasileiro foi sacrificado por uma punição que a Ferrari sofreu deliberadamente com seu segundo carro para que o espanhol tivesse melhores condições na prova.

Mesmo com estas intervenções, Massa fez 97 pontos nas últimas nove etapas, enquanto Alonso marcou 114. “Certamente Felipe fez uma segunda parte de temporada muito boa, com alguns pódios e boas performances”, reconheceu Alonso. “Me vi lutando pelo campeonato na última corrida também graças ao trabalho em equipe, e quando digo isso falo dos engenheiros, das pessoas em Maranello, dos patrocinadores e também dos pilotos”.

O espanhol aproveitou para defender a decisão da equipe de sacrificar algumas provas de Massa para ajudá-lo no Campeonato de Pilotos. “Nas últimas duas ou três corridas, houve alguma ajuda com em termos de posições ganhas e tal. Isso acontece devido à posição em que Felipe estava no campeonato, sem mais chances de vencer, e por isso a equipe fez essa opção”.

O chefe da Ferrari, Stefano Domenicali, salientou o papel de Massa na conquista do vice-campeonato de construtores, a melhor colocação que o time alcança desde 2008. “Queria agradecê-lo por não desistir depois de um início muito difícil: ele trabalhou muito duro e, se somos vice-campeões, é também devido a ele. Sempre estivemos a seu lado, mesmo quando todos pediam sua demissão. Estes resultados foram a resposta para quem duvidou dele”.

Domenicali ainda destacou a importância dessa guinada nas performances do brasileiro para aumentar sua confiança para 2013, discurso que o próprio Massa não cansa de repetir. “Não tive a chance nesse ano e não fiz por merecer até a metade da temporada. Na segunda metade, estou muito satisfeito com meu campeonato, estou guiando o carro como eu quero e sei o quanto posso ser competitivo”, afirmou o piloto.

O brasileiro demonstrou confiança de que, mesmo que a Ferrari demonstre sentir-se em dívida com Alonso por não lhe ter dado um carro bom o bastante para lutar contra Vettel nas provas finais do campeonato, um início forte na próxima temporada pode mudar seu status dentro do time italiano. “O grande culpado por não ter chance de estar lutando pelo campeonato sou eu, por não ter vencido. Quando você volta a andar bem, todo mundo esquece o que falou. Estou me preparando para o ano que vem e é nisso que estou pensando”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias