Ferrari não planeja demissões após Sepang, assegura Vettel

compartilhar
comentários
Ferrari não planeja demissões após Sepang, assegura Vettel
Por: Lawrence Barretto
Co-autor: Adam Cooper
Traduzido por: Gabriel Lima
5 de out de 2017 11:14

Alemão nega declarações de presidente Sergio Marchionne e coloca culpa na imprensa: “Não sei se foi o contexto correto”

Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari, Antonio Giovinazzi, Ferrari and Riccardo Adami, Ferrari Race Engineer walk the track
Sebastian Vettel, Ferrari, Antonio Giovinazzi, Ferrari and Riccardo Adami, Ferrari Race Engineer walk the track
Kimi Raikkonen, Ferrari fans
Sebastian Vettel, Ferrari and Antonio Giovinazzi, Ferrari walk the track
Sebastian Vettel, Ferrari walks the track
Sebastian Vettel, Ferrari fan
Ferrari fan

Com problemas de motor na Malásia impedindo a Ferrari de vencer e sequer estar no pódio, começaram os boatos de que o time poderia estar pensando em renovar sua equipe técnica.

Depois da Malásia, o presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, teria sugerido que tinha planos de mudanças na organização do time italiano. Questionado sobre isso em Suzuka, Vettel disse: "Ouvi dizer isso também. Não dele, mas da imprensa, então não tenho certeza de que tenha sido colocado no contexto correto”.

"Mas o que acontece na pista, acontece na pista. Sobre o que aconteceu em Cingapura, não acho que você possa tomar muita ação.”

"Tivemos um problema na Malásia que impediu a mim e a Kimi. Então, é normal que você tente entender as coisas e é normal que nós possamos mudar as pessoas. Mas sabendo o que está acontecendo internamente, não há pânico e nenhum grande plano como reação.”

"Talvez seja mais uma coincidência de eventos com a entrevista, mas do que eu sei, nada de grande acontecerá."

Ferrari tem "boa compreensão" do problema do motor

A Ferrari acredita que o problema de motor que Vettel e Raikkonen sofreram na Malásia é semelhante e, embora tenha encontrado uma maneira de gerenciá-lo para o Japão, as investigações continuam para entender melhor os motivos.

Vettel disse: "Temos um bom entendimento do problema, mas ainda estamos tentando entender completamente”.

"Foram apenas alguns dias, então as peças acabaram de voltar e eles ainda não conseguiram uma imagem completa, mas tenho certeza de que aqui não deverá ser um problema."

Raikkonen acrescentou: "Entendemos o que falhou e, obviamente, isso foi corrigido”.

"Ninguém pode prometer que não vai acontecer novamente, mas eu realmente duvido que isso aconteça novamente. Nunca se sabe."

Confiante para Suzuka

Enquanto isso, o finlandês está confiante de que a Ferrari tenha o potencial de lutar pela vitória em Suzuka, mas ele admite que a equipe tem que resolver seus problemas.

Raikkonen acredita que a forma será semelhante entre as três principais equipes nas corridas restantes, e esses detalhes farão a diferença.

"Nós melhoramos o carro e a velocidade, mas todos vão fazer isso. É uma questão de quem fez um pouco mais do que os outros. Alguns circuitos serão um pouco melhores para uma equipe do que para as outras", disse ele.

"Eu acho que estamos bem confiantes de que o carro estará onde estávamos ultimamente. Agora, isso vai ser o suficiente para ser primeiro, segundo ou quarto? As três principais equipes estão próximas.”

"Você precisa ter tudo certo para lutar na frente. Podemos, pelo menos de certa forma, estarmos felizes por virmos aqui para competir, sabendo que, se fizermos tudo 100% correto devemos ter uma boa chance de lutar na frente.”

"Nosso carro tem estado bem forte em todos os lugares".

Próxima Fórmula 1 matéria
Massa: Testes de Kubica e Di Resta não serão conclusivos

Previous article

Massa: Testes de Kubica e Di Resta não serão conclusivos

Next article

Hamilton não sabe estratégia que Mercedes adotará em Suzuka

Hamilton não sabe estratégia que Mercedes adotará em Suzuka
Load comments