Ferrari não teme frio e testa segundo SF71H em Maranello

Enquanto Sebastian Vettel sofre com as baixas temperaturas no circuito de Barcelona, a Ferrari colocou em prática toda sua equipe de simulação em Maranello para obter o melhor preparo para a Austrália

Enquanto no paddock do circuito de Barcelona é discutida a ampliação das sessões de testes coletivos para sexta-feira, devido ao mau tempo que está afetando a Catalunha, a Ferrari trabalha em duas frentes para minimizar essa desvantagem na coleta de dados.

Enquanto Sebastian Vettel está na pista com o SF71H, uma segunda equipe trabalha em Maranello em diferentes áreas para conseguir as melhores simulações possíveis e reduzir os efeitos dos 11° Celsius no asfalto de Barcelona que dificultam o aquecimento dos pneus, uma situação que levou os técnicos de Maranello a concentrar-se apenas na coleta de dados aerodinâmicos na Espanha.

Assim, a Ferrari aproveitou suas ferramentas modernas de simulação e completou a instalação de uma "cópia" do SF71H em Maranello, onde testa situações reais para o motor em um banco de testes dinâmico.

Como parte das simulações, os técnicos têm a opção de colocar uma pressão nas peças mecânicas.

Paralelamente, os pilotos Daniil Kvyat, Antonio Fuoco e Davide Rigon, dividem os turnos no simulador onde trabalham nas condições de pista que, por enquanto, os pilotos oficiais não encontraram em Barcelona para trabalhar na adaptação com gama de pneus Pirelli.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Testes de fevereiro em Barcelona
Sub-evento Terça-feira
Pista Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias