Ferrari: Porta estará "sempre aberta" para Mick Schumacher

compartilhar
comentários
Ferrari: Porta estará
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
Traduzido por: Daniel Betting
14 de set de 2018 17:49

Maurizio Arrivabene, chefe da Ferrari, diz que "a porta de Maranello estará sempre aberta" para Mick, filho do heptacampeão da Fórmula 1 Michael Schumacher

Mick Schumacher, filho do heptacampeão da Fórmula 1, Michael Schumacher, está atualmente na vice-liderança da Fórmula 3 europeia atrás de Dan Ticktum, com seis vitórias pela Prema, incluindo as três no último evento em Nurburgring.

As conexões familiares fazem com que Schumacher seja um candidato óbvio para a programa de jovens pilotos da Ferrari, embora até agora ele tenha permanecido independente, sem nenhuma ligação direta com nenhuma das equipes da F1.

O chefe da escuderia italiana, Maurizio Arrivabene, enfatizou que era crucial não colocar Schumacher sob pressão indevida nesta fase de sua carreira.

Leia também:

"Sobre Mick Schumacher, acho que o mais importante é deixá-lo crescer, sem pressionar", disse. “Os resultados recentes são muito bons e lhe desejo uma grande carreira.”

"Com um nome como esse, que escreveu páginas históricas da história da Ferrari, a porta de Maranello está sempre aberta, é claro. Mas sem queimar o passo.”

“Essa é uma decisão familiar, quero dizer, uma decisão da família Schumacher.”

"Mas deixe os caras se divertirem. Eu sempre repito isso – esteja focado, concentrado, mas, enquanto isso, divirta-se e cresça lentamente, e então olharemos para o futuro.”

"Como você pode dizer 'não' em Maranello para um nome como esse?"

Schumacher, cujo pai Michael não é visto em público desde que ficou gravemente ferido em um acidente de esqui no final de 2013, é apoiado pela Mercedes na F3 e pilotou o "táxi" da montadora no DTM em Nurburgring no fim de semana passado, juntamente com seus compromissos de corrida.

Espera-se que Schumacher passe para a F2 na próxima temporada, mas deve terminar o ano com pontos suficientes nesta temporada para se qualificar para conseguir a superlicença obrigatória da F1.

Os pilotos precisam de 40 pontos em um período de três anos e Schumacher já tem 22, então ele será elegível para uma licença de F1 se terminar entre os três primeiros na F3 europeia - 30 pontos são dados ao campeão, 25 ao vice-campeão. e 20 para o terceiro lugar.

Schumacher ganhou 10 pontos por cada um dos seus segundos lugares no Campeonato Alemão e Italiano de Fórmula 4 de 2016.

Ele também recebeu dois por terminar em segundo lugar no Campeonato Mundial de Kart da CIK-FIA de 2014 na categoria KF Junior, e os pontos ganhos no kart são válidos por cinco anos.

Max Verstappen e Lance Stroll são dois exemplos recentes de pilotos que se pularam direto da F3 para a F1.

Mas quando perguntado sobre as perspectivas de F1 de curto prazo de Schumacher, o chefe da Sauber, Fred Vasseur, disse que o passo é muito grande e sugeriu que o alemão levasse seu tempo.

"Honestamente, acho que há um grande passo entre a F3 e a F1, e com o pequeno número de dias de testes que temos durante o inverno, não quero dizer impossível, mas é muito difícil dar o passo", disse.

"Faz sentido, provavelmente, para ele fazer a F2. Mas ele poderia ter um link com uma equipe de F1, ele poderia fazer alguns treinos livres. Há muitas maneiras de se preparar para a F1."

Mick Schumacher, PREMA Theodore Racing Dallara F317 - Mercedes-Benz

Mick Schumacher, PREMA Theodore Racing Dallara F317 - Mercedes-Benz

Photo by: FIA F3 / Suer

Next article
Mercedes não renova contrato com Pascal Wehrlein

Previous article

Mercedes não renova contrato com Pascal Wehrlein

Next article

Mudanças no carro para o TL2 não funcionaram, diz Vettel

Mudanças no carro para o TL2 não funcionaram, diz Vettel
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Mick Schumacher
Equipes Ferrari Shop Now
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias