Ferrari rebate críticas à estratégia e admite certa decepção

Maurizio Arrivabene diz que é cedo para avaliar se equipe venceria em caso de outra estratégia, mas admite que começo de prova promissor deixou um gostinho de decepção por terceiro lugar de Vettel

O chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene, acha que é bobagem alguém sugerir que Sebastian Vettel seria sem dúvidas o vencedor do GP da Austrália em caso de uma estratégia de pneus diferente na abertura da temporada de Fórmula 1.

Vettel liderava a corrida no início, quando a bandeira vermelha foi levantada para permitir que fiscais limpassem os detritos que sobraram do acidente entre Fernando Alonso e Esteban Gutierrez.

No reinício, Vettel utilizou os mesmos pneus supermacios, enquanto Nico Rosberg trocou por novos pneus médios.

Vettel não conseguiu aumentar a diferença após a relargada e, depois de precisar parar novamente para uma mudança para pneus macios, ele não teve ritmo suficiente para se recuperar e voltar a ultrapassar as Mercedes. No final, ele terminou em terceiro.

Embora Vettel admita que a estratégia estava errada em retrospectiva, Arrivabene pensa que só uma investigação detalhada vai mostrar se a equipe poderia ter realmente terminar com um resultado melhor.

Quando questionado pelo Motorsport.com se ele acreditava que a Ferrari teria vencido se tivesse mudado para pneus médios na relargada, Arrivabene disse: "Eu não posso dizer isso realmente".

"Nós precisamos olhar para os dados, porque cada carro tem um consumo diferente, degradação diferente, para ter a certeza se estávamos no caminho certo".

"Ter certeza que estávamos errados não faz sentido. Precisamos olhar para os dados sobre o carro e depois analisar."

Confiança

Arrivabene disse que a forma da Ferrari nos estágios iniciais da corrida - quando Vettel liderou confortavelmente com Kimi Raikkonen na sequência - tinha deixado na equipe a sensação otimista sobre suas chances de vitória na abertura da temporada.

"Nós estávamos confiantes, com toda a honestidade", disse ele. "Olhamos para a diferença, estávamos ganhando e, naquele hora, a ordem era seguir nossa estratégia e continuar forçando".

"Então, eu não quero dar nenhuma desculpa. A bandeira vermelha é parte da corrida, então você tem que aceitar"

Refletindo mais na chamada estratégia, Arrivabene disse: "Nessa fase da corrida, temos de ser um pouco mais agressivos. Poderia estar certo, poderia estar errado"

"Sebastian estava falando sobre isso. No final, forçamos muito e Sebastian também teve a chance de ultrapassar Hamilton, o que estava em nossa estratégia".

"Se você quiser olhar para o copo meio vazio - estávamos lá, mas está é a notícia. Claro que depois disso, você não pode sair feliz, mas isso é a corrida..."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pista Albert Park Circuit
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias