Ferrari terá novidades e prevê reação no GP do Canadá

Terceiro colocado no mundial de equipes, time italiano confia no pacote que vai estrear na próxima etapa

A Ferrari promete dar um salto de qualidade na próxima etapa do campeonato, no Canadá. O time usará uma série de novidades em seu carro, de acordo com o diretor técnico, James Allison.

Ainda que Fernando Alonso tenha terminado a última prova, em Mônaco, no quarto lugar, e que seu companheiro Kimi Raikkonen tenha chegado a andar em terceiro por grande parte da prova antes de ser atingido pelo retardatário Max Chilton durante um período de Safety Car, o rendimento do F14 T está bem abaixo das Red Bull e, principalmente, das Mercedes. Em Monte Carlo, Alonso chegou a 32s do vencedor Nico Rosberg.

“Em Mônaco, continuamos a analisar as áreas em que o F14 T pode ser melhorado. Agora vamos para o Canadá, onde o pacote que usaremos será bem mais rápido do que aquele do final de semana passado”, explicou Allison.

O engenheiro, que foi contratado junto à Lotus ano passado pela Scuderia, salientou, contudo, que o progresso do time italiano depende do que os demais fizerem. “Não sabemos o que a concorrência está planejando para Montreal. Então qualquer melhora que tivermos será em termos relativos, esperando que a pista nos dê uma resposta no nível dos esforços que estamos fazendo.”

Allison sabe que não dá par esperar uma melhora de uma hora para a outra. “Não há mágica, mas há muito talento na Ferrari e estamos trabalhando na implementação e na abordagem que permita que isso apareça.”

O time está em terceiro lugar no Mundial de Construtores, atrás de Mercedes e Red Bull.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias