FIA acrescenta terceira zona de DRS para GP da Austrália

A FIA acrescentou uma terceira zona de DRS ao circuito de Albert Park na tentativa de aumentar as ultrapassagens na primeira prova da F1 da temporada de 2018, neste domingo.

Anteriormente, a pista contava com uma única zona de detecção, 13 metros antes da Curva 14. Isso acionava o DRS na saída da Curva 16, em direção à reta dos boxes, e novamente na saída da Curva 2.

Um segundo ponto de detecção foi acrescentado na saída da Curva 10, aproximadamente 170 metros antes da Curva 11.

Isso aciona um novo ponto de ativação 104 metros depois da Curva 12, na saída da chicane de alta velocidade que abre o último setor da pista.

Contudo, a principal razão para o ponto extra não é aumentar as manobras na Curva 13, mas sim ajudar os pilotos a se aproximarem dos carros à frente para que ele possa tirar proveito da zona de detecção original após a Curva 14.

A mudança vem à tona depois dos chefes do GP da Austrália analisarem a possibilidade de modificar a parte final da pista para promover ultrapassagens.

Como foi revelado pelo Motorsport.com, a Australian Grand Prix Corporation investigou substituir o complexo da Curva 11/12 por uma única curva à esquerda, mais apertada. Contudo, os dirigentes chegaram à conclusão de que a mudança não traria grande benefícios.

 

Melbourne Grand Prix circuit map
Foto: FIA
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pista Melbourne Grand Prix Circuit
Tipo de artigo Últimas notícias