FIA dá carta branca para Ecclestone e Todt mudarem F1

Chefão da categoria e presidente da Federação Internacional de automobilismo recebem autorização para modificar toda estrutura da F1 sem precisar da autorização das equipes

Em um ato inesperado, de certa forma, o Conselho Mundial da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou nesta quarta-feira que Bernie Ecclestone, chefão da Fórmula 1, e Jean Todt, presidente da Federação, receberam poderes para tomar decisões em relação a estrutura, motores e redução de custos na categoria sem que qualquer dessas modificações precise ser aprovada pelas equipes do grid.

"O Conselho Mundial aprovou, praticamente por unanimidade (apenas um voto contra), um mandado para que Jean Todt e Bernie Ecclestone façam recomendações e tomem decisões relativas a diversos assuntos na F1, como administração, unidades de potência e redução de custos. Todt e Ecclestone expressaram o desejo de apresentar conclusões relativas a estes assuntos até o dia 31 de janeiro de 2016", disse, através de um comunicado, a FIA.

Mudanças técnicas

A FIA aprovou também mudanças no número de tokens que as fabricantes poderão utilizar nos próximos anos: 32 em 2016, caindo para 25 na temporada 2017.

As áreas de proteção ao redor da cabeça dos pilotos terá o material modificado, ganhando mais rigidez para aumento da segurança.

Além disso, a entidade fez mudanças no gerenciamento dos pneus, dando certa dose de liberdade para as equipes escolherem os compostos. A Pirelli levará três tipos diferentes de pneus para cada corrida e os times poderão escolher o que desejarem para dez dos 13 jogos de pneus disponibilizados a cada final de semana de prova.

Safety Car Virtual

A partir da próxima temporada, a asa móvel será permitida imediatamente após o Safety Car Virtual ser desativado. Além disso, o recurso passará a ser utilizado nos treinos livres - o objetivo é evitar períodos de bandeira vermelha nas sessões.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags ecclestone, todt