FIA enfrenta dificuldades para substituir Mekies na F1

A FIA está enfrentando dificuldades para encontrar um novo vice-diretor de provas da F1 somente uma semana antes da abertura da temporada, com o GP da Austrália, após a saída de Laurent Mekies.

Mekies deixou suas atividades na F1 depois de anunciar que irá para a Ferrari, sendo que Herbie Blash – seu antecessor e que era um candidato óbvio para retornar – possui outros compromissos no fim de semana da Austrália.

Mekies assumiu o cargo de Blash, braço-direito de longa data de Whiting, no ano passado.

O vice-diretor de provas efetivamente é encarregado do controle da corrida para o grid, volta de apresentação, largada e primeiras voltas, enquanto Whiting está ocupado em iniciar a prova do pitwall e depois retornar à sala de controle.

Suas responsabilidades também incluem acionar bandeiras vermelhas e safety car.

Mekies passou por um período de treinamento, ao lado de suas outras atividades como diretor de segurança da FIA, antes de assumir o papel nos fins de semana de corridas.

Há poucos candidatos óbvios dentro da FIA que se qualificam para tal posição de forma imediata, se é que há algum.

Blash, que deixou seu cargo ao fim de 2016, permaneceu envolvido com o automobilismo, especialmente com a Porsche Supercup e um cargo administrativo na Yamaha, o qual ele já tinha há muitos anos.

Ele estará com a fabricante japonesa na etapa da Tailândia do Mundial de Superbikes no fim de semana do GP da Austrália.

No entanto, entende-se que ele poderá estar disponível para outras corridas caso seja chamado.

Uma alternativa poderia ser o uso de um diretor de provas de outras categorias da FIA, ao menos de forma temporária. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias