FIA evita punição a pilotos por acidente múltiplo na largada

compartilhar
comentários
FIA evita punição a pilotos por acidente múltiplo na largada
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
17 de set de 2017 16:13

Entidade considera que ninguém foi “predominantemente culpado” pelo toque que eliminou Raikkonen, Vettel e Verstappen do GP de Cingapura

The damaged car of Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H after crashing out of the race
The damaged cars of Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H after crashing out at the start of the race
The crashed cars of Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H and Medical car
The crashed cars of Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H and Medical car
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H crash at the start of the race
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H crash at the start of the race
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H crash at the start of the race

A FIA optou por não tomar nenhuma ação após o acidente na largada do GP de Cingapura, entre o pilotos da Ferrari, Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, e a Red Bull de Max Verstappen.

Vettel, Verstappen e Raikkonen vinham lado a lado em disputa pela liderança na aproximação da curva 1, quando o piloto da Red Bull foi espremido entre as duas Ferrari, tocando, mais tarde, na lateral do carro de Raikkonen.

O finlandês rodou e atingiu Vettel, batendo também em Verstappen e em Fernando Alonso na curva 1.

Vettel, enquanto isso, manteve-se na ponta, mas seu carro estava danificado, o que provocou um novo acidente momentos depois.

Após uma investigação da FIA, os comissários anunciaram que nenhum dos três pilotos seria penalizado, já que nenhum deles esteve “totalmente ou predominantemente culpado pelo incidente”.

O comunicado diz: “Os comissários examinaram a evidência em vídeo e ouviu Sebastian Vettel, piloto do carro 5, Kimi Raikkonen, piloto do carro 7, e Max Verstappen, piloto do carro 33, e representantes das equipes.”

“O piloto do carro 7 fez uma ótima largada e estava em condições de ultrapassar o carro 33 pelo lado esquerdo. Ao mesmo tempo, o carro 5, que fez uma largada mais lenta, se moveu para a esquerda da pista; o carro 33 e o carro 7, então, colidiram, o que resultou em uma colisão em cadeia com o carro 5, e, por fim, como carro 14 (Fernando Alonso) na curva seguinte.”

“Os comissários consideraram que nenhum piloto teve total ou predominantemente culpa pelo incidente, e, portanto, não tomarão nenhuma ação.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Ricciardo teve de fazer GP administrando falha no câmbio

Previous article

Ricciardo teve de fazer GP administrando falha no câmbio

Next article

Sainz diz que melhor GP da carreira era “impensável”

Sainz diz que melhor GP da carreira era “impensável”
Load comments