FIA explica incidente com marmota no Canadá

compartilhar
comentários
FIA explica incidente com marmota no Canadá
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
12 de jun de 2018 17:52

Diretor de provas, Charlie Whiting diz que FIA não pode erradicar a questão das marmotas invadindo a pista de Montreal depois que Romain Grosjean acertou uma nos treinos

Romain Grosjean, Haas F1 Team
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18

As marmotas aparecem todos os anos desde que o GP do Canadá foi realizado pela primeira vez em 1978 e, ao longo desse período, várias encontraram o seu fim após o contato com os carros de F1.

Romain Grosjean danificou o bico de sua Haas em um incidente na sexta-feira, e o francês ficou frustrado com o fato de as imagens de TV terem mostrado um animal naquela área, com o controle da corrida estando ciente de que o animal estava à solta.

"É um pouco decepcionante porque eles mostraram na TV antes do início da sessão na curva 13", disse Grosjean. "E foi exatamente lá que eu acertei. Estou surpreso que eles não fizeram algo.”

"É uma pena para o animal, é claro, é uma pena para a nossa asa dianteira também. Somos bastante limitados em peças de reposição, e perder uma asa dianteira como essa é um pouco decepcionante."

O assunto foi levantado quando os pilotos se reuniram com a FIA na tarde de sexta-feira.

"Eu dei a eles a explicação completa do motivo disso durante a apresentação dos pilotos", disse Charlie Whiting, quando questionado pelo Motorsport.com.

"É claro que vimos a marmota, e eu perguntei se era viável ou não tentar pegá-la, e me foi dito por aqueles que sabem muito mais do que eu sobre marmotas que era uma coisa muito imprudente tentar fazer.”

"Sentimos que era melhor deixá-la lá e torcer para que ele não fugisse, mas ele fez o contrário, infelizmente.”

"Elas são nativas dessa ilha, estão protegidas e vão a lugares onde não deveriam ir.”

"Fazemos o nosso melhor para tentar preencher todos os buracos, mas elas vão cavar novos, e muitas vezes entram na pista, como você sabe. Não é legal, mas há muito pouco que realmente podemos fazer para tirá-las."

Next article
30 anos: O 1º “mano a mano” de Senna e Prost na McLaren

Previous article

30 anos: O 1º “mano a mano” de Senna e Prost na McLaren

Next article

Alonso prefere legado na F1 a troféus "não merecidos"

Alonso prefere legado na F1 a troféus "não merecidos"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean Shop Now
Equipes Haas F1 Team
Autor Adam Cooper