FIA homenageia campeões da F1 com novo Hall da Fama

compartilhar
comentários
FIA homenageia campeões da F1 com novo Hall da Fama
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
5 de dez de 2017 11:15

Cerimônia em Paris, que contou com presença de nomes como Prost, Stewart, Mansell e Vettel, inaugurou a novidade

Nove campeões mundiais se reuniram em Paris, na segunda-feira à noite, para o lançamento do novo Hall da Fama da FIA.

A entidade que regulamenta o automobilismo mundial anunciou no início do ano que queria seguir a ideia de outros esportes e abrir seu próprio Hall da Fama para celebrar seus 33 campeões mundiais.

O local inicial é o Automobile Club de France, em Paris, mas há o desejo em fazer outro na sede da FIA de Genebra, o que também homenagearia outras categorias globais.

Participaram do evento Jackie Stewart, Mario Andretti, Alain Prost, Nigel Mansell, Damon Hill, Jacques Villeneuve, Fernando Alonso, Sebastian Vettel e Nico Rosberg, além de representantes e familiares dos outros campeões que não puderam comparecer.

Tetracampeão mundial, Vettel disse: “É incrível ver todos esses nomes, todos esses rostos. Obviamente, muitos deles eu só conheço pelo que li, pelo que vi, mas acho que é uma ótima ideia. Há muita história no esporte, é tudo ainda tão vivo, e graças a eventos como este manteremos as coisas assim.”

Homenagem a Schumacher

Um dos momentos mais emocionantes foi quando a empresária de Michael Schumacher, Sabine Kehm, foi a responsável por introduzir o heptacampeão no Hall da Fama.

“Todos sabemos que Michael deveria estar aqui e tenho total certeza de que ele adoraria estar aqui”, disse. “Ele sempre teve o mais alto respeito por todos nesta sala e ele estaria muito honrado. O que tornou Michael tão especial, tão bem sucedido como foi, é que, como todos nesta sala, ele tem amor e paixão por este esporte.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Liberty estuda traçados da F1 para melhorar ultrapassagens

Previous article

Liberty estuda traçados da F1 para melhorar ultrapassagens

Next article

Hulkenberg: Renault será competitiva entre 12 e 18 meses

Hulkenberg: Renault será competitiva entre 12 e 18 meses
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias