FIA revela nome de fornecedor do Halo para a F1

Empresa pertencente a grupo holandês será responsável pela fabricação da nova estrutura de segurança

A FIA aprovou e relevou o nome de seu primeiro fornecedor do novo sistema de proteção de cabeça, o Halo. O dispositivo será introduzido para a temporada de 2018 da Fórmula 1.

A CP Tech, que pertence ao grupo holandês Nedschroef, é quem produzirá as peças para o dispositivo. A empresa disse que sua produção "alcançou os requisitos rigorosos prescritos pelo padrão da FIA".

O diretor geral da CP Tech, Thomas Casey, falou que a empresa foi selecionada por sua "experiência no complexo processamento mecânico do titânio e de materiais adicionais".

"É outro grande projeto do qual podemos nos orgulhar de ter como base em nossa experiência de mais de 25 anos no negócio do automobilismo", acrescentou.

O Halo foi projetado para proteger os pilotos de grandes objetos como rodas a velocidades de impacto de até 225 km/h. Ele está em desenvolvimento desde 2011, e os primeiros dispositivos já foram entregues aos times.

O Halo também será obrigatório no carro da Fórmula 2 desta temporada e a Fórmula E começará a usá-lo no campeonato 2018-19, no final deste ano. Espera-se que a maioria dos campeonatos de Fórmula sigam este caminho até 2020.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias