FIA tenta combater desigualdade do motor de equipes clientes

compartilhar
comentários
FIA tenta combater desigualdade do motor de equipes clientes
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
23 de fev de 2018 17:01

Entidade quer que equipes de clientes da F1 tenham acesso aos mesmos parâmetros de desempenho dos times de fábrica

Felipe Massa, Williams FW40, goes off the circuit at the start of the race
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12, Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12, Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-17, Marcus Ericsson, Sauber C36, Pascal Wehrlein, Sauber C36, at the start
Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS17, Pascal Wehrlein, Sauber C36, Fernando Alonso, McLaren MCL32, Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12, chase the pack at the start
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13 and Pascal Wehrlein, Sauber C36 battle at the start of the ra

Uma nova diretiva técnica da FIA insiste que todas as unidades de energia de um fabricante possam ser operadas da mesma maneira. As regras já garantem que todas as unidades sejam fisicamente idênticas, que consta no apêndice 4 dos regulamentos esportivos.

Mas o órgão suspeitou que as equipes possam usar modos - na classificação por exemplo - que seus clientes talvez não tenham acesso.

Em uma diretriz técnica enviada aos times no mês passado, a FIA observou que, embora o propósito do apêndice 4 e do sistema de processo "seja garantir que todas as unidades de energia fornecidas por um fabricante sejam idênticas em todos os aspectos, temos boas razões para acreditar que isso não esteja acontecendo.”

"Embora os dossiês para cada equipe possam ser idênticos, parece que alguns estão sendo operados de maneira diferente de outros que são fornecidos pelo mesmo fabricante.”

"É, portanto, nossa visão de que todas as unidades de energia fornecidas devam ser idênticas, e que devam ser operadas de maneira idêntica.”

"Com isso em mente, esperamos que todas as unidades de energia fornecidas pelo mesmo fabricante sejam:

"i) Idêntico de acordo para cada equipe e, a menos que uma equipe nos informe que declinaram qualquer um dos seguintes, eles devem:

"ii) Executar software idêntico e deva ser capaz de ser operado exatamente da mesma maneira.

"iii) Executar com especificações idênticas de óleo e combustível".

O aspecto opcional em relação ao combustível reflete que o fato de que algumas equipes clientes não possam usar os mesmos fornecedores que os carros das fabricantes.

Nos últimos dois anos, a Ferrari recebeu a permissão da FIA para trabalhar com motores completamente diferentes da Toro Rosso e da Sauber. Mas este ano, todas as equipes de clientes estarão usando motores atuais.

Próxima Fórmula 1 matéria
Grosjean promete agressividade com a Haas em Barcelona

Previous article

Grosjean promete agressividade com a Haas em Barcelona

Next article

Prefeitura quer garantir circuito e “bairro” em Interlagos

Prefeitura quer garantir circuito e “bairro” em Interlagos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias