"Ficar à frente de Alonso não dá ponto", diz Massa sobre disputa interna

compartilhar
comentários
13 de abr de 2013 04:31

Brasileiro, que larga em 5º amanhã, ficou atrás do companheiro na classificação pela primeira vez após quatro provas

Massa esperava mais hoje

Nos dias que antecederam o treino classificatório para o GP da China muito se falou na possibilidade de Felipe Massa estabelecer um recorde dentro da disputa interna contra Fernando Alonso. Caso terminasse à frente do espanhol, Massa somaria cinco treinos seguidos com um desempenho melhor que o do companheiro. Algo inédito na carreira de Alonso. Com o terceiro lugar do espanhol e o quinto de Massa, a série foi interrompida, mas o brasileiro garante que não ligou.

“Vocês falaram a semana inteira sobre eu superá-lo pela quinta vez, mas na verdade o que me interessa é vencer o maior número de corridas, conquistar o maior número de pontos e disputar campeonato, não bater recorde. Bater esse recorde não dá ponto nenhum, não ganha troféu nenhum. A vontade de superar ele ou qualquer companheiro é a cada treino, a cada corrida, mas a vontade maior é de disputar títulos e vencer corridas”, definiu Felipe ao TotalRace.

Superando o companheiro ou não, a verdade é que Massa esperava algo mais do que o quinto lugar no grid, principalmente depois de liderar a sexta-feira. “Depois do treino de ontem, eu esperava largar entre os três primeiros, mas acho que os outros carros estavam com o tanque mais cheio ontem do que a gente imaginava e eles também melhoraram mais do que a gente esperava”, disse o piloto da Ferrari. O brasileiro lamentou o desempenho na parte final da pista. “O mais complicado foi o terceiro setor. Estava mais difícil para a gente hoje”.

De qualquer maneira, Massa não ficou de todo insatisfeito com o quinto lugar e acredita que a estratégia será fundamental para um bom resultado na corrida. “Imaginava estar entre os três melhores, mas o quinto lugar não é tão ruim, pois será uma corrida decidida mais na estratégia. Aqui uma estratégia decente pode fazer toda a diferença”, observou.

“Ontem nós tivemos um dos melhores desempenhos em um stint longo, com pneus médios, perdendo apenas para o Hamilton. Então, se a gente repetir isso, podemos lutar também pela vitória. Claro que não podemos descartar o Kimi, pois a Lotus tem um bom carro em cima dos pneus e já ganhou corrida assim e também temos que ficar espertos com a Red Bull, que pode vir com uma estratégia diferente”, comentou o brasileiro da Ferrari.

Próxima Fórmula 1 matéria
No GP da China, Hamilton faz primeira pole na Mercedes

Previous article

No GP da China, Hamilton faz primeira pole na Mercedes

Next article

Sem combustível, Webber é punido e largará em último no domingo

Sem combustível, Webber é punido e largará em último no domingo
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Fernando Alonso Shop Now , Felipe Massa Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias