"Foi uma situação em que todos ganharam", diz Boullier sobre Kimi

Chefe da Lotus destaca crescimento da equipe com finlandês e lembra que poucos acreditavam na parceria

O chefe da Lotus, Eric Boullier, preferiu adotar um tom otimista após a saída de Kimi Raikkonen da equipe. O francês lembrou que poucos acreditavam que o finlandês, afastado da Fórmula 1 por dois anos, voltaria em alto nível. Porém, o piloto foi terceiro colocado ano passado e ocupa o quarto posto nesta temporada, demonstrando muita consistência.

“Há dois anos, quando decidimos assinar com ele, muitas pessoas achavam que estávamos loucos”, lembrou Boullier. “E o que aconteceu no final? Estamos trabalhando com um piloto incrível, que marcou pontos para a equipe por 27 vezes seguidas, venceu duas corridas e serviu para motivar a fábrica, e se deu muito bem com o companheiro. Agora, é hora de pensar no futuro.”

“É claro que é um desapontamento para todos, e todos concordariam que Kimi foi brilhante desde que chegou aqui. Da mesma forma, Enstone provou novamente seu pedigree. Foi uma situação em que todos venceram.”

Sobre as sete provas restantes, Boullier lembrou que a equipe “está em uma briga dura e forçando para melhorar em relação ao ano passado e chegar à terceira posição no mundial de construtores.” Atualmente, o time é quarto colocado.

Perguntado sobre os pilotos para 2014, Boullier se disse em uma posição privilegiada. “Somos a equipe mais desejada no momento com um lugar disponível, então não temos pressa.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias