Force India admite que alcançar Renault ficou muito difícil

compartilhar
comentários
Force India admite que alcançar Renault ficou muito difícil
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
Traduzido por: Erick Gabriel
26 de jun de 2018 20:30

Equipe admitiu que esperanças de derrotar Renault pelo quarto lugar no campeonato de construtores estão praticamente acabadas, depois de sofrer seu primeiro duplo abandono em quase dois anos

Sergio Perez, Force India VJM11
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Esteban Ocon, Force India VJM11, leads Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Sergio Perez, Force India VJM11, Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33 Renault, Esteban Ocon, Force India VJM11 Mercedes
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18

A Renault colocou os dois carros na zona de pontos pela terceira corrida consecutiva na França e a equipe baseada em Enstone agora está em quarto lugar na classificação do campeonato de construtores, com 62 pontos, deixando a McLaren com 40, a Force India com 28 e a Haas com 27.

O astro local Esteban Ocon teve que abandonar em Paul Ricard depois de se envolver em incidentes na primeira volta com os compatriotas Romain Grosjean e Pierre Gasly, enquanto Sergio Pérez foi chamado aos boxes depois que a Mercedes notou uma queda na pressão de água.

"Realisticamente a batalha agora é pelo quinto lugar", disse Bob Fernley, diretor da equipe, ao Motorsport.com.

“Acho que será muito difícil para qualquer uma das equipes de meio de grid ultrapassar a Renault neste momento. Nada é impossível, mas eles estão muito fortes.

“Fundamentalmente, eles estão fazendo o que estávamos fazendo no ano passado, quando todo mundo estava tirando pontos um do outro. Tivemos uma boa primeira metade da temporada com um carro que provavelmente não merecia estar nos pontos, mas estava nos pontos regularmente.”

A última ocasião em que ambas as Force Indias não terminaram uma corrida foi na Áustria em 2016.

"É realmente decepcionante", disse Fernley. “Não tivemos uma sexta-feira particularmente boa, com a rodada de Esteban no TL1, perdemos um pouco de tempo de pista em termos do nosso programa de long runs, e então o incidente com a roda perdida da Checo [Pérez] no TL2 significou que ambos os carros tinha que ficar de fora até sabermos o que era.

"No TL3 estava molhado, e não conseguimos a configuração que queríamos para a classificação. E então a corrida foi de mal a pior.”

"Foi um pouco além da má sorte, eu acho. Esteban foi atingido por Grosjean e depois Gasly. Todos os três franceses!”

"Grosjean foi direto nele na reta, e causou muitos danos na lateral. Checo estava perdendo a pressão de água, então não pudemos nos arriscar. Quando soubemos que estava caindo, não adiantava continuar, porque a última coisa que precisamos perder é um motor.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Monger faz teste surpresa em carro da Fórmula 1

Previous article

Monger faz teste surpresa em carro da Fórmula 1

Next article

Sainz: “Seria um prazer permanecer na Renault”

Sainz: “Seria um prazer permanecer na Renault”

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da França
Localização Circuit Paul Ricard
Equipes Force India , Renault F1 Team
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias