Force India celebra 4º lugar e libera disputa entre pilotos

compartilhar
comentários
Force India celebra 4º lugar e libera disputa entre pilotos
31 de out de 2017 10:48

Otmar Szafnauer enaltece resultado “com o menor orçamento da F1” e diz que Pérez e Ocon podem voltar a correr livremente um contra o outro

Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10
Sergio Perez, Sahara Force India VJM10 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H battle
Sergio Perez, Sahara Force India VJM10
Sergio Perez, Sahara Force India VJM10
Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM10
Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10
Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10 waves to the fans

A Force India comemorou a garantia do quarto lugar no Mundial de Construtores da F1 em 2017 e, assim, liberou a disputa na pista entre seus pilotos, Sergio Pérez e Esteban Ocon.

Com os resultados do GP do México, a Force India chegou a 175 pontos, de modo que não poderá mais ser alcançada pela equipe a seguir, a Williams – 99 pontos separam as duas, sendo que há somente 86 ao alcance.

O chefe da equipe, Otmar Szafnauer, comemorou o resultado, que é o segundo quarto lugar consecutivo da Force India. “Temos o menor orçamento da F1 e isso nos força a fazer coisas diferentes, e talvez a olhar as coisas de forma diferente de alguns dos outros”, disse o dirigente, segundo o site oficial da F1.

“Não é fácil, e acredito que o ano que vem será ainda mais difícil. Sou grato a todos em Silverstone [sede da equipe], já que é ali que a maioria do trabalho acontece. O que o mundo vê é o que fazemos na pista, mas temos de agradecer a toda a equipe.”

“Os rapazes e garotas em Silverstone fizeram um trabalho fabuloso neste ano, especialmente ao manter o desenvolvimento no carro como tivemos até o fim.”

Em meados da temporada, Pérez e Ocon haviam sido proibidos de disputar posições entre si, já que eles haviam sofrido acidentes um com o outro em algumas oportunidades neste ano.

Contudo, Szafnauer garante que, uma vez que o quarto lugar já está garantido, a disputa agora está liberada. “Agora eles podem correr de forma livre. Se eles acabarem se tocando, haverá menos danos. Mas sabemos que as peças do carro não são de graça, então ainda há risco”, lembrou. 

Próxima Fórmula 1 matéria
Hamilton: “Não farei a coisa fácil como Rosberg e parar”

Previous article

Hamilton: “Não farei a coisa fácil como Rosberg e parar”

Next article

Derrotado, Vettel afirma que abandonos “saíram caro”

Derrotado, Vettel afirma que abandonos “saíram caro”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias