Force India crê que possa enfrentar Renault pelo 4º lugar

compartilhar
comentários
Force India crê que possa enfrentar Renault pelo 4º lugar
9 de mai de 2018 09:45

Vice-diretor da equipe acha que melhor confiabilidade de seu motor Mercedes fará a diferença no fim do mundial

Robert Fernley, Force India F1 Team Deputy Team Principal
Sergio Perez, Force India VJM11 Mercedes, Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18 Ferrari
Sergio Perez, Force India VJM11
Sergio Perez, Force India and Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team on the drivers parade
Esteban Ocon, Force India, on the grid
Sergio Perez, Force India VJM11
Sergio Perez, Force India VJM11
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33 Renault, leads Sergio Perez, Force India VJM11 Mercedes, and Fernando Alonso, McLaren MCL33 Renault

A Force India avisou que não descarta disputar mais um vez o quarto lugar no mundial de construtores, apesar de ter marcado apenas um ponto nas primeiras três provas deste ano, antes do pódio de Sergio Perez no Azerbaijão.

O vice-diretor da equipe, Bob Fernley, vê a Renault como sua rival mais consistente, baseado em sua performance nas corridas de abertura. Mas ele espera que a confiabilidade de sua unidade de potência da Mercedes dê uma vantagem na batalha.

"Eles são muito competitivos", disse ele ao site RaceFans. “Podemos ter um Haas chegando lá, você pode ter uma McLaren chegando lá e a Renault é um problema constante”.

“Se pudermos superar esse déficit. Isso também depende de coisas como unidades de potência e coisas assim. Nós estamos em um programa de três unidades. O quão bem a Renault vai se sair com isso durante o ano, eu não sei. Do nosso lado, provamos constantemente nossa confiabilidade.”

A Force India ficou em quarto lugar no campeonato de construtores nas duas últimas temporadas. Perguntado se achava que a Force India poderia terminar em quarto no campeonato pelo terceiro ano consecutivo, Fernley disse: "nada é impossível".

"Se você realmente voltar para 2016 e olhar para o déficit entre nós e a Williams na metade da temporada, não parecia possível superá-los e nós conseguimos."

A equipe vem se recuperando desde que descobriu um problema com sua aerodinâmica antes da primeira corrida do ano.

"Estamos melhorando nas últimas corridas", disse Fernley. "Tivemos uma boa qualificação na China, mas não fomos com os dois carros para o Q3, o que acho que deveríamos ter feito. Tudo começou com todo o bom trabalho que fizemos no Bahrein, um esforço fantástico de equipe lá, e estamos vendo alguns dos benefícios agora."

Próxima Fórmula 1 matéria
Especial Top-5 Regi: As pistas que marcaram os 40 anos de TV

Previous article

Especial Top-5 Regi: As pistas que marcaram os 40 anos de TV

Next article

Chefes da F1 querem “se livrar” de punições no grid em 2021

Chefes da F1 querem “se livrar” de punições no grid em 2021
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias