Force India volta a criticar concessão dada a Manor para retorno à F-1

compartilhar
comentários
Force India volta a criticar concessão dada a Manor para retorno à F-1
Por: Gabriel Lima
9 de mar de 2015 10:56

Time indiano diz que segurança motivou veto à equipe em votação do Grupo Estratégico da F-1 em Paris no último mês

Apesar de vetar a participação da equipe Manor – ex-equipe Marussia - na temporada da Fórmula 1 de 2015, a Force India viu nos últimos dias uma concessão ser aberta para o time de base na Grã-Bretanha voltar a competir. O diretor da equipe, Bob Fernley indiana, se disse preocupado com a segurança dos pilotos e com a qualidade do projeto proposto para a volta da equipe aos grids no próximo final de semana, em Melbourne.

[publicidade]O dirigente negou também que o motivo do veto da Force India tenha sido a distribuição dos direitos comerciais da Marussia, avaliados em 30 milhões de libras.

"Desejamos sucesso a eles", disse Fernley à revista Autosport. "O dinheiro é irrelevante. Mesmo que o dinheiro tivesse sido distribuído, seria uma ajuda pequena aos nossos problemas. Não tem nada a ver em como votamos.”

"A primeira coisa é que a Manor pediu para as equipes para fazerem uma concessão de segurança. As mudanças nos regulamentos entre 2014 e 2015 são inteiramente com base no aumento de segurança, então o que você está pedindo é: ‘gostaria de trazer o meu carro tecnicamente inseguro, vocês podem fazer uma concessão para mim? '

"A segunda coisa são as equipes dizendo que somos favoráveis, mas precisamos de uma apresentação digna de quem diz que está por trás da equipe e qual é a sustentabilidade do projeto.”

"E por quanto tempo eles querem a concessão? São duas corridas, quatro ou seis? Não pode ser uma temporada inteira, porque senão todos nós correríamos com carros de 2014 nesse caso. Nenhuma informação foi dada. É por isso que os vetamos."

A Manor retorna ao grid da F-1 ajudada pelo investimento do empresário Stephen Fitzpatrick, dono da empresa britânica Ovo Energy, do ramo energético.
Próxima Fórmula 1 matéria
Ericsson aponta amadurecimento após passagem pela Caterham

Previous article

Ericsson aponta amadurecimento após passagem pela Caterham

Next article

Mercedes crava: “Carro novo é mais confiável que o modelo de 2014”

Mercedes crava: “Carro novo é mais confiável que o modelo de 2014”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias