Fórmula 1 busca motores mais barulhentos e com 1.000cv

Grupo de estudo teria sido designado para aumentar potência e diminuir os preços visando a temporada 2016

Um motor de 1.000cv, mais barulhento e mais barato. É isso que os dirigentes da Fórmula 1 estão tentando implementar para a temporada 2016. As diretrizes foram estabelecidas, segundo a publicação alemã Auto Motor und Sport, durante reunião realizada em dezembro em Bruxelas, na Bélgica. Uma equipe de estudos teria ficado encarregada de verificar a aplicabilidade das mudanças em decisão que deve sair até o final de janeiro.

[publicidade] Entre as possibilidades estudadas para garantir que os objetivos sejam alcançados estão o fim da obrigatoriedade da vazão máxima de combustível de 100kg por hora e a criação de uma lista de peças que poderiam ser padronizadas (visando a diminuição de custos). Entre elas, estariam as baterias dos sistemas de recuperação de energia.

Em relação ao preço, apesar do limite ser de 10 milhões de euros, a meta é chegar a cinco milhões. Atualmente, os motores chegam a custar 20 milhões por temporada.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias