Forte no Brasil, Hulkenberg consegue ir ao Q3, mas termina em 10º

Alemão foi pole em 2010, correndo na chuva como hoje. Seu companheiro Esteban Gutierrez nem passou ao Q2

Pole em 2010, protagonista em 2012. Nico Hulkenberg já mostrou que é dos melhores da F1 quando o assunto é Interlagos na chuva, mas neste sábado o piloto não conseguiu se destacar tanto quanto nas vezes anteriores, conseguindo o 10º lugar no grid. Mesmo assim, considerando que seu companheiro nem passou ao Q2, a ida ao Q3 pode ser vista como um feito.

“Foi uma classificação complicada. Nosso acerto não é o ideal e estamos lutamos com o carro durante todo o fim de semana. Pelo menos conseguimos ir ao Q3 o que era nosso maior objetivo, mas é impossível saber como será amanhã”, disse o piloto ao TotalRace.

Hulkenberg estranhou o fato de que, atualmente, o carro da Sauber parece pior no molhado que era no início da temporada. “No início da temporada, estávamos melhores com pneus de chuva e não tão competitivo com slicks, mas agora parece ser o oposto. Mas acho que vai ser uma corrida emocionante amanhã e vamos esperar para ver como estará o tempo".

Esteban Gutierrez lamentou ter errado no começo do Q1, quando a pista ainda estava um pouco seca. “A pista estava seca na primeira volta, mas cometi um erro na última curva. Depois começou a chover muito e não dava mais para recuperar. É decepcionante, o carro estava bem”, afirmou.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Nico Hulkenberg , Esteban Gutierrez
Tipo de artigo Últimas notícias