Frank Williams se aproxima ainda mais da aposentadoria

Inglês, que completa 70 anos em abril, se desliga do Conselho da empresa, mas segue como principal acionista

Williams fundou a equipe nos anos 1970

Frank Williams anunciou que deixará o Conselho da Williams no final do mês de março. Apesar de continuar sendo o acionário majoritário e chefe da equipe, a decisão é parte de um processo de desligamento do inglês, que completará 70 anos em abril, do time que fundou nos anos 1970.

“É um momento oportuno para eu considerar meu papel na equipe. Faço 70 anos em abril e decidi dar o próximo passo no gradual, mas inevitável processo, de dar espaço para a próxima geração ao sair do Conselho no final deste mês”, afirmou em comunicado distribuído pela equipe.

“Não é algo tão dramático quanto pode parecer: continuarei trabalhando como chefe de equipe e irei a todas as reuniões do Conselho como observador. Também continuo sendo o maior acionário da Williams Grand Prix Holdings PLC."

A equipe anunciou ainda que Claire Williams fará parte do Conselho a partir de 1º de abril, como diretora de marketing e comunicações. O cargo era de Dominic Reilly, que deixará a companhia no final de março.

“Não é segredo que Claire é minha filha, mas tenho orgulho em dizer que ela lutou muito para conseguir esse cargo e, de todas as batalhas que teve, os preconceitos de seu pai não foram os menos desafiadores.”

A profissional recebeu o apoio do presidente da equipe, Adam Parr, que é visto por Frank Williams como seu sucessor natural na equipe.

“Claire trabalha na Williams há 10 anos, assumindo posições cada vez mais importantes e demonstrando todas as qualidades necessárias para esse papel crucial. O Conselho concluiu que a chegada de Claire fortalecerá ainda mais sua qualidade, diversidade e efetividade”, completou Parr.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias