Freios e pneus complicam a vida das equipes do fundo do grid no Canadá

Pista abrasiva, unida com a alta temperatura de Montreal e pneus muito macios foram uma combinação letal

As equipes do fundo do grid sofreram em Montreal, Canadá, neste domingo. Os pilotos da Force India, Toro Rosso, Caterham, Marussia e HRT penaram, em um momento ou outro, com problemas de aderência, de desgastes e de freios.

Acompanhe o apanhado que o TotalRace fez com as aspas dos pilotos das equipes do fundo do grid:

Paul di Resta, Force India – 11º: Acho que todos nós sentimos um pouco de decepção ao perder os pontos hoje. Classificamos em oitavo e andamos em quinto na corrida. Mas comecei a sofrer com uma alta degradação dos pneus supermacios e parei muito cedo. Com os macios simplesmente não tinha desempenho. Foi uma oportunidade perdida, mas às vezes você tem finais de semana como este. Precisamos analisar as coisas, levantar a cabeça e ficar melhor da próxima vez.

Nico Hulkenberg , Force India – 12º: Nosso resultado hoje foi um pouco decepcionante. Pensávamos que podíamos chegar nos pontos, mas cada corrida é difícil de prever. No final, não tinha velocidade suficiente e sofri com o desgaste dos pneus. Tivemos que fazer uma estratégia de duas paradas, enquanto muitos de nossos rivais foram capazes de parar só uma vez, o que foi um grande benefício

Daniel Ricciardo, Toro Rosso – 14º: Terminei onde comecei. Tive uma boa largada, mas não tive para onde ir, então decidi vir por dentro na curva um, o que me colocou por fora na dois. Não tinha muita aderência ali como esperado, e isso me custou algumas posições. Da metade da corrida para frente, não tinha ritmo para lutar com os outros carros próximos. Simplesmente não era [bom o] suficiente.

Jean-Eric Vergne, Toro Rosso – 15º: Não foi um bom fim de semana para mim nesta minha primeira visita ao Canadá, mesmo assim gostei do circuito. Definitivamente não é uma pista fácil, com as paredes tão perto. Você tem que andar forte toda volta, deste ponto de vista a tarde foi boa, mas o resultado é frustrante, claro.

Heikki Kovalainen, Caterham – 18º: Foi uma tarde de rotina para mim. Tive uma boa largada, passei Senna no início, mas tive um pequeno problema com os pneus, o que talvez tenha me segurado um pouco. Nosso ritmo hoje não era o que imaginávamos, tomamos volta dos líderes cedo.

Vitaly Petrov, Caterham – 19º: Para mim foi uma boa corrida. Disputei com meu companheiro de equipe até o fim e tive boas paradas que me deram a chance de manter o ritmo alto durante toda a prova. Apesar da temperatura, a degradação dos pneus não estava ruim. Não tivemos problemas com o carro, então por onde estamos foi uma boa tarde de trabalho.

Charles Pic, Marussia – 20º: Primeiramente, estou feliz por terminar a corrida - foi a minha primeira corrida aqui - e, embora tenha sido uma semana difícil, acho que a partir da perspectiva da equipe, foi uma boa experiência para saber onde precisamos melhorar. Nosso ritmo aqui não foi bom em comparação com os nossos rivais mais próximos, por isso temos de entender mais sobre o que aconteceu. A próxima parada é Valência, uma pista que eu corri antes, então eu vou perder menos tempo para aclimatação e ser capaz de gastar mais tempo preparando o carro.

Timo Glock, Marussia – NC: Não foi uma grande corrida para mim. Meu primeiro stint foi muito bom, mas a temperatura do motor aumentou muito. Depois de 14 voltas eu estava sofrendo muito com a degradação dos pneus traseiros. Tivemos que parar muito cedo nos pits e então eu saí em bandeiras azuis e era incapaz de usar o pneu novo de forma eficaz. Eu poderia, pelo menos, recuperar o terreno perdido para Charles, mas no final eu sofri muito com os freios, eles foram ficando cada vez mais sob pressão e era perigoso demais continuar, então eu tive que abandonar.

Pedro de la Rosa, HRT – NC: Foi uma pena, porque estávamos tendo nossa melhor corrida da temporada. Nas primeiras voltas, estavam me dizendo através do rádio para refrigerar os freios e eu fiz tudo que podia, mas, embora tentando evitar, a degradação foi muito alta e nós tivemos que aposentar. Embora abandonando, terminamos o melhor fim de semana do ano.

Narain Karthikeyan, HRT – NC: Este abandono foi decepcionante porque tínhamos um bom desempenho desde o primeiro dia e durante a corrida eu estava acompanhando o Pic. Mas comecei a sentir os freios falhando e, embora eu tentasse não ir ao limite, não melhorou em nada. Temos que analisar o que aconteceu e trabalhar para garantir que isso não volte a acontecer.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Pedro de la Rosa , Narain Karthikeyan , Heikki Kovalainen , Paul di Resta , Timo Glock , Vitaly Petrov , Nico Hulkenberg , Daniel Ricciardo , Charles Pic
Tipo de artigo Últimas notícias