Frustrado com GP, Hamilton desiste da disputa pelo título

Agora a 81 pontos do líder Vettel, inglês coloca a culpa em si próprio para o final de semana apagado

Lewis Hamilton foi para a pausa de agosto, após a vitória no GP da Hungria, confiante de que poderia entrar de vez na luta pelo título. Porém, após ficar devendo em termos de ritmo na Bélgica e ter um final de semana “desastroso” na Itália, o inglês se vê totalmente fora da disputa pelo bicampeonato.

“Fui nono e deveria ter terminado bem mais à frente, então estou muito desapontado comigo mesmo. Eu estraguei tudo na classificação e foi impossível recuperar”, lamentou o piloto, que é terceiro no campeonato, a 81 pontos de Vettel.

“Dei tudo de mim. É duro quando acabam suas energias e você só consegue dois pontos. O campeonato já era. A equipe fez um grande trabalho e eu não rendi neste final de semana. Tenho de resetar e tentar recuperar para a próxima corrida. Foi um final de semana desastroso.”

Depois de uma classificação ruim e de não conseguir colocar a Mercedes no Q3 pela primeira vez no ano, Hamilton sofreu outro drama durante a corrida: perdeu a comunicação com a equipe via rádio.

“É quase como pilotar às cegas. Você não sabe onde os outros estão, quando parar, quando forçar, quando poupar pneus. Você tem de cuidar de tudo sozinho e torcer pelo melhor.”

Assim, a Mercedes mais bem colocada em Monza foi a de Nico Rosberg, em sexto. O alemão acredita que ter perdido a terceira sessão de treinos livres com problemas no carro dificultou sua vida. “Foi uma pena porque o ritmo do carro parecia muito bom na corrida, mas não conseguimos tirar proveito disso pelos problemas que tivemos no sábado.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias