GALERIA: 12 histórias que envolvem Brasil e Bélgica na F1

compartilhar
comentários
GALERIA: 12 histórias que envolvem Brasil e Bélgica na F1
3 de jul de 2018 17:00

Rivais nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, países já tiveram seus caminhos cruzados nas pistas. Relembre algumas histórias

Galeria
Lista

Brasil e Bélgica na F1

Brasil e Bélgica na F1
1/13

Foto de: Sutton Motorsport Images

Brasil e Bélgica se enfrentam na próxima sexta-feira, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018. Porém, a história dos países já se cruzou nas pistas da F1

1 – Fittipaldi, o rei de Nivelles

1 – Fittipaldi, o rei de Nivelles
2/13

Foto de: LAT Images

O GP da Bélgica foi realizado só por duas vezes no circuito de Nivelles. As características da pista não agradaram muito, mas Emerson Fittipaldi não teve do que reclamar: ele venceu as duas provas no local.

2 – O canto do cisne da equipe Fittipaldi

2 – O canto do cisne da equipe Fittipaldi
3/13

Foto de: LAT Images

No GP da Bélgica de 82, em Zolder, que é famoso pela morte de Gilles Villeneuve, Chico Serra deu o último ponto à equipe Fittipaldi na F1. Ele cruzou em sétimo, mas ficou com o sexto lugar após a desclassificação de Niki Lauda.

3 – Terreno de vitórias de Ayrton Senna

3 – Terreno de vitórias de Ayrton Senna
4/13

Foto de: Sutton Motorsport Images

Senna é bastante lembrado por seu recorde de triunfos no GP de Mônaco, com seis. Mas você sabia que Spa é a segunda pista em que ele mais venceu? Ao todo, foram cinco conquistas – 1985, 1988, 1989, 1990 e 1991.

4 – Senna e seu grande amigo Boutsen

4 – Senna e seu grande amigo Boutsen
5/13

Um dos grandes amigos que Senna fez na F1 foi o belga Thierry Boutsen. Posteriormente, Boutsen revelou que ele e Senna chegaram a arquitetar uma mudança juntos para a Ferrari – o que, como todos sabem, não aconteceu.

5 – A decisão do GP de Mônaco de 84

5 – A decisão do GP de Mônaco de 84
6/13

Foto de: Sutton Motorsport Images

Uma das corridas mais famosas da carreira de Senna foi em Mônaco, em 1984, quando o GP foi interrompido pela chuva quando o brasileiro se aproximava do líder Alain Prost. O diretor de provas da ocasião era belga: o ex-piloto Jacky Ickx.

6 – Marcas simbólicas para Piquet e Moreno

6 – Marcas simbólicas para Piquet e Moreno
7/13

Foto de: LAT Images

O GP da Bélgica de 91 ficou famoso pela estreia de Schumacher, mas também foi marcante para dois brasileiros. Ali, Nelson Piquet obteve seu último pódio na F1, e Roberto Moreno registrou, pela única vez em sua carreira, a melhor volta da prova.

7 – A primeira de Barrichello

7 – A primeira de Barrichello
8/13

Foto de: Sutton Motorsport Images

Rubens Barrichello obteve sua primeira pole position na F1 no GP da Bélgica de 1994. Em época de classificação dividida em dois dias, o brasileiro da Jordan fez seu melhor tempo na sexta-feira, e a forte chuva do sábado impediu que a marca caísse.

8 – Trezentas vezes Barrichello

8 – Trezentas vezes Barrichello
9/13

Foto de: Charles Coates / LAT Images

No GP da Bélgica de 2010, Barrichello comemorou uma estatística impressionante: ele chegou a 300 GPs da F1, sendo o primeiro a alcançar tal número na categoria. A corrida, porém, não foi boa: ele abandonou na primeira volta em um acidente.

9 – Brasileiros fortes em 2004

9 – Brasileiros fortes em 2004
10/13

Foto de: BMW AG

A edição de 2004 do GP da Bélgica foi marcante para os pilotos brasileiros. Antonio Pizzonia e Ricardo Zonta chegaram a andar entre os primeiros (líder e quarto, respectivamente), enquanto que Barrichello foi ao pódio e Felipe Massa cruzou em quarto.

10 – Susto para os brasileiros (parte 1)

10 – Susto para os brasileiros (parte 1)
11/13

Foto de: LAT Images

Por falar em Zonta, o paranaense teve um dos maiores sustos de sua carreira em 99. Em seu primeiro GP da Bélgica, ele escapou na temida Eau Rouge nos treinos e teve um acidente pavoroso – felizmente ele nada sofreu. A foto acima é ilustrativa, já que retrata o abandono do piloto na corrida.

11 – Susto para os brasileiros (parte 2)

11 – Susto para os brasileiros (parte 2)
12/13

Foto de: LAT Images

Já Luciano Burti não teve a mesma sorte em 2001. Depois de se tocar com Eddie Irvine, o brasileiro bateu em cheio na Blainchmont, sofreu lesões cerebrais e teve de ficar afastado. Ele nunca mais competiria novamente em um GP.

12 – Vitória curiosa em 2008

12 – Vitória curiosa em 2008
13/13

Foto de: Sutton Motorsport Images

Massa teve um GP da Bélgica inusitado em 2008: venceu mesmo sem estar na luta direta pela ponta. Nas voltas finais, Kimi Raikkonen bateu; já Lewis Hamilton, que cruzou em primeiro, sofreu uma punição. Massa, assim, herdou a vitória.

Próxima Fórmula 1 matéria
Mercedes: Abandonos na Áustria não tiveram ligação

Previous article

Mercedes: Abandonos na Áustria não tiveram ligação

Next article

Russell: Sucesso de Leclerc na Sauber ajuda jovens como eu

Russell: Sucesso de Leclerc na Sauber ajuda jovens como eu

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Conteúdo especial