GALERIA: a história de França e Croácia nas pistas

compartilhar
comentários
GALERIA: a história de França e Croácia nas pistas
13 de jul de 2018 18:15

As finalistas da Copa do Mundo de 2018 possuem retrospecto quase que opostos no mundo da velocidade. Relembre algumas curiosidades

Galeria
Lista

Praça tradicional

Praça tradicional
1/12

Foto de: Rainier Ehrhardt

A França é uma das praças mais tradicionais do esporte a motor. No país, foi realizado o primeiro GP da história, em 1906, bem antes da criação do Mundial de F1.

Todos os palcos

Todos os palcos
2/12

Foto de: Eric Gilbert

Até 2018, foram realizados 59 GPs oficiais na França em sete circuitos diferentes: Paul Ricard, Magny Cours, Dijon, Clermont Ferrand, Rouen, Le Mans e Reims.

Representantes em peso

Representantes em peso
3/12

A França também já teve representantes aos montes no grid. Se excluirmos as edições da Indy 500 que contaram para o Mundial, a França é o terceiro país que mais teve pilotos na F1, com 71 – só Grã-Bretanha e Itália tiveram mais.

Representantes em peso

Representantes em peso
4/12

O auge acabou sendo na fértil virada da década de 70 para a de 80, quando chegou a colocar sete pilotos ao mesmo tempo na categoria.

Único campeão

Único campeão
5/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

Apesar de ter tido vários representantes, apenas um francês alcançou a glória máxima: Alain Prost, que conquistou quatro títulos mundiais.

Os dias de hoje

Os dias de hoje
6/12

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

A França chegou a ter um período de seca, mas já se reestabeleceu. Hoje, o país conta com três pilotos no grid (Romain Grosjean, Esteban Ocon e Pierre Gasly), além de ser representada novamente pela Renault.

GP de volta

GP de volta
7/12

Foto de: Steven Tee / LAT Images

2018 também marcou a volta do GP da França ao calendário depois de 10 anos de ausência – e a prova voltou a uma de suas casas mais tradicionais, Paul Ricard.

Muito além da F1

Muito além da F1
8/12

Foto de: Scott R LePage / LAT Images

Mas não dá para falar da trajetória da França nas pistas sem mencionar uma das maiores corridas do mundo. As 24 Horas de Le Mans se mantêm como uma das provas mais relevantes do automobilismo, compondo a chamada “tríplice coroa”.

Ainda pouco tradicional

Ainda pouco tradicional
9/12

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

Já a Croácia, por ser um país de história recente, não tem muitos feitos nas pistas em nome próprio - mas há situações curiosas envolvendo suas antecessoras.

Palco da motovelocidade

Palco da motovelocidade
10/12

Foto de: Gold and Goose / LAT Images

Dois circuitos que receberam o GP da Iugoslávia do Mundial de Motovelocidade ficam no que hoje é território croata: Opatija (entre 69 e 77) e Rijeka (entre 78 e 90).

Campeão... croata?

Campeão... croata?
11/12

Foto de: Michael L. Levitt LAT Photo USA

Sabia que um dos maiores nomes da história do automobilismo nasceu em território croata? Mario Andretti, campeão da F1, Indy e das 500 Milhas de Indianápolis, nasceu Montona, na Itália – a cidade hoje se chama Motovun e fica já domínios da Croácia.

Escrevendo a própria história

Escrevendo a própria história
12/12

Foto de: YouTube screen grab

A Croácia hoje se tornou uma praça constante de rali, com provas em divisões europeias. A prova tenta uma entrada no WRC, mas ainda não obteve sucesso na empreitada.

Next article
FIA convoca times da F1 para discutir retrovisores

Previous article

FIA convoca times da F1 para discutir retrovisores

Next article

Ericsson vê “diferença enorme” na Sauber após um ano

Ericsson vê “diferença enorme” na Sauber após um ano
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1