GALERIA: como era a F1 quando Raikkonen foi da Sauber

compartilhar
comentários
GALERIA: como era a F1 quando Raikkonen foi da Sauber
11 de set de 2018 18:24

Kimi Raikkonen retornará à Sauber, equipe pela qual iniciou sua longa carreira. Mas como era a F1 durante a parceria? Podemos adiantar que era bem diferente...

Praticamente 18 anos separam os dois anúncios de que Kimi Raikkonen se juntará à Sauber na F1. A parceria, que chega à sua maioridade, viu grandes mudanças na categoria, que era diferente em diversos aspectos da última vez em que o “Homem de Gelo” vestia as cores de Hinwill.

Leia também:

Então, listamos abaixo os principais aspectos que mudaram na F1 desde que Raikkonen era piloto da Sauber pela última vez, em 2001. Confira:

Galeria
Lista

Raikkonen era um novato em observação

Raikkonen era um novato em observação
1/11

Foto de: Sauber Petronas

Raikkonen foi anunciado na Sauber quando mal tinha concluído sua única temporada na F-Renault. Por ser pouco experiente, jovem iniciou no Mundial sob observação, com uma licença especial da FIA. Agora, ele retorna como o mais experiente do grid.

Schumacher ainda buscava recordes

Schumacher ainda buscava recordes
2/11

Foto de: Ercole Colombo

Quando Raikkonen era da Sauber, Michael Schumacher não tinha nenhum dos principais recordes da F1. Ele veio a se tornar o maior vencedor da história durante a mesma temporada de 2001, e bateria os recordes de títulos em 2004 e de poles em 2006.

A Sauber era de Sauber...

A Sauber era de Sauber...
3/11

Foto de: Sauber Petronas

Muita coisa aconteceu na Sauber de 2001 para cá. O time era, àquela altura, de Peter Sauber, seu fundador. Houve uma passagem da BMW (2006 a 2009), sendo que o time posteriormente voltou às mãos de seu chefe original. Hoje, o time é do grupo de investimentos Longbow, com maior participação da Ferrari com a Alfa Romeo.

... e tinha a Red Bull

... e tinha a Red Bull
4/11

Foto de: Sauber Petronas

Uma grande patrocinadora da Sauber em 2001 era a Red Bull, que ainda nem sonhava em ter uma equipe própria na F1. A marca de bebidas energéticas só ingressou na categoria como time quatro anos depois.

Nove corridas do atual calendário não tinham (re)estreado

Nove corridas do atual calendário não tinham (re)estreado
5/11

O calendário da F1 também era bem diferente em 2001. Havia a presença da pista antiga de Hockenheim, sendo que Bahrein, China, Azerbaijão, Paul Ricard, Singapura, Rússia, Austin, México e Abu Dhabi não faziam parte da lista.

A F1 era mais cheia de montadoras

A F1 era mais cheia de montadoras
6/11

Foto de: BMW AG

Além de Ferrari, Mercedes, Renault e Honda, a F1 também contava àquela altura com presença de BMW e Ford. A chegada da Toyota aconteceria na temporada seguinte à estreia de Raikkonen, em 2002.

Havia guerra de pneus

Havia guerra de pneus
7/11

Foto de: Benetton Formula

O ano de 2001 marcou o retorno da guerra de pneus à F1, o que não acontecia desde 1998. A Michelin entrou para fazer companhia à Bridgestone, cenário que foi visto até 2006.

Hakkinen era a grande referência finlandesa

Hakkinen era a grande referência finlandesa
8/11

Foto de: Sauber Petronas

Cabia ao bicampeão Mika Hakkinen a responsabilidade de obter os melhores resultados de um finlandês na F1. O ano de 2001 foi seu último na F1.

Várias equipes atuais ainda não existiam

Várias equipes atuais ainda não existiam
9/11

Foto de: LAT Images

Mercedes, Red Bull, Renault, Force India, Toro Rosso e Haas: nenhum destes times existia em 2001. Àquela altura, o grid era composto por Jordan, BAR, Jaguar, Benetton, Minardi e até Prost e Arrows.

Nenhum dos pilotos de 2019 estavam perto de estrear

Nenhum dos pilotos de 2019 estavam perto de estrear
10/11

Foto de: Sauber Petronas

Dos pilotos confirmados em 2019, o piloto que viria a estrear a seguir era Lewis Hamilton, que entrou somente no começo de 2007. Alonso, um dos contemporâneos do Homem de Gelo, não estará no grid no ano que vem.

Muitos pilotos atuais, inclusive, eram crianças

Muitos pilotos atuais, inclusive, eram crianças
11/11

Foto de: Mark Gledhill

Max Verstappen, Pierre Gasly, Charles Leclerc, Lance Stroll, Lando Norris... Muitos pilotos da F1 em 2019 eram crianças na última vez que Kimi correu pela Sauber. O finlandês, aliás, dividiu a pista naquela temporada com Jos Verstappen (foto), pai do atual piloto da Red Bull.

Próxima Fórmula 1 matéria
Galvão participa de animação inspirada em Senna

Previous article

Galvão participa de animação inspirada em Senna

Next article

Berger: saída Ocon da F1 seria uma "pena"

Berger: saída Ocon da F1 seria uma "pena"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen Shop Now
Equipes Sauber
Tipo de matéria Conteúdo especial