GALERIA: Pilotos que chamaram atenção em times modestos

Charles Leclerc atraiu os holofotes da F1 com dois desempenhos de destaque com a Sauber. Relembre outros nomes que tiveram grandes apresentações em equipes mais modestas do grid

Charles Leclerc - Sauber (2018)

Charles Leclerc - Sauber (2018)
1/13

O monegasco Charles Leclerc tem deixado boa impressão nas últimas provas da F1, quando marcou pontos em GPs consecutivos com a Sauber

Charles Leclerc - Sauber (2018)

Charles Leclerc - Sauber (2018)
2/13

Leclerc foi sexto colocado no GP do Azerbaijão e 10º na Espanha. Outros pilotos chamaram a atenção em times modestos nos últimos tempos, e vários deles tiveram destinos diferentes...

Pierre Gasly - Toro Rosso (2018)

Pierre Gasly - Toro Rosso (2018)
3/13

No GP do Bahrein, Pierre Gasly, com a Toro Rosso, levou o motor Honda ao seu melhor resultado desde que voltou à F1, em 2015, com o quarto lugar. Muitos passaram a ficar de olho no francês depois daquela apresentação.

Felipe Nasr - Sauber (2015)

Felipe Nasr - Sauber (2015)
4/13

Nasr deixou sua marca logo em sua prova de estreia: foi quinto com a Sauber, que sequer havia pontuado na temporada anterior. Ele permaneceu por mais dois anos no time e deixou a F1 ao fim de 2016.

Jules Bianchi - Marussia (2013/2014)

Jules Bianchi - Marussia (2013/2014)
5/13

Bianchi teve rendimento forte durante toda sua passagem pela Marussia, mas foi em Mônaco, em 2014, que chegou ao seu auge: teve a façanha de pontuar. Entretanto, sofreria poucos meses depois, no GP do Japão, o acidente que causaria sua morte.

Sebastian Vettel - Toro Rosso (2007-2008)

Sebastian Vettel - Toro Rosso (2007-2008)
6/13

A Toro Rosso já era bem mais competitiva do que sua antecessora Minardi, mas mesmo assim Vettel teve desempenhos além do esperado. No ano de estreia, andou forte no GP do Japão, pontuou na China antes de, em 2008, ter uma campanha altamente forte - incluindo uma improvável vitória.

Mark Webber - Minardi (2002)

Mark Webber - Minardi (2002)
7/13

Os olhos da F1 se voltaram a Webber após seu quinto lugar no GP de casa. Os bons rendimentos o fizeram ir para a Jaguar no ano seguinte; depois disso, passou por Williams e Red Bull e conquistou nove vitórias entre 2009 e 2013.

Fernando Alonso - Minardi (2001)

Fernando Alonso - Minardi (2001)
8/13

Alonso não conquistou grandes resultados na Minardi, mas era presença frequente em disputas contra Prost, Benetton e até Jaguar em seu ano de estreia. O ano serviu para que Alonso desse seu cartão de visitas à F1.

Photo by: Brousseau Photo

Jarno Trulli - Prost (1997)

Jarno Trulli - Prost (1997)
9/13

Em sua temporada de estreia, Trulli se tornou candidato a estrela no GP da Áustria, quando liderou por 37 voltas com a também estreante Prost. Porém, depois disso, sua carreira não decolou: passou também por Jordan, Renault, Toyota e Caterham e se aposentou da F1 com apenas uma vitória.

Photo by: LAT Images

Rubens Barrichello - Jordan (1993-1994)

Rubens Barrichello - Jordan (1993-1994)
10/13

Barrichello mostrou que tinha futuro na F1 com sua apresentação logo em sua terceira corrida, em Donington Park, quando chegou a ficar em segundo sob chuva. Em 94, conquistou a primeira pole e o primeiro pódio. Ficou na F1 até 2011, com dois vices campeonatos e 11 vitórias.

Michael Schumacher - Jordan (1991)

Michael Schumacher - Jordan (1991)
11/13

A novata equipe Jordan fazia temporada forte, mas Schumacher deu uma prévia de seu talento em sua primeira prova na F1, na Bélgica, quando largou em um forte sétimo lugar. O desempenho assustou tanto que, na prova seguinte, ele já era da Benetton. Ao todo, foram sete títulos e 91 vitórias para o piloto.

Jean Alesi - Tyrrell (1989--1990)

Jean Alesi - Tyrrell (1989--1990)
12/13

Parecia que Alesi seria um futuro campeão com suas primeiras corridas na F1. Os destaques foram sua estreia, com o quarto lugar em casa (89) e a luta nos EUA, em 90, contra ninguém menos que Senna. Foi mais um que não transformou o potencial em resultados: se despediu da F1 em 2001 com uma só vitória.

Ayrton Senna - Toleman (1984)

Ayrton Senna - Toleman (1984)
13/13

Senna também teve seus dias de novato sensação. O destaque de seu ano de 84 foi o pódio em Mônaco, o que mostrou o quão forte ele era. O brasileiro se tornaria tricampeão mundial, com 41 vitórias.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Conteúdo especial