Gasly: Alonso ficou mais agressivo depois de anunciar saída

compartilhar
comentários
Gasly: Alonso ficou mais agressivo depois de anunciar saída
Por: Mark Bremer , Writer
3 de set de 2018 15:00

Pierre Gasly criticou Fernando Alonso após o choque de ambos no GP da Itália, afirmando que o espanhol ficou “ainda mais agressivo” depois que anunciou sua saída da F1.

Pierre Gasly criticou Fernando Alonso após o choque de ambos no GP da Itália, afirmando que o espanhol ficou “ainda mais agressivo” depois que anunciou sua saída da F1.

Alonso provocou a ira de Kevin Magnussen no sábado ao tentar superar o dinamarquês em um ponto crucial na classificação. Depois, deixou Gasly indignado com uma defesa agressiva por posição na corrida.

O espanhol deixará a F1 ao fim da temporada, e Gasly alegou que a decisão teve impacto na pilotagem do bicampeão. Além disso, ele sugeriu que Alonso possui certa má vontade com os carros da Toro Rosso, já que ele próprio viveu maus momentos com a Honda.

“Com certeza sua abordagem está um pouco diferente, porque ele sabe que não estará na F1 no próximo ano”, disse Gasly. “Parece que ele está ainda mais agressivo do que costumava ser.”

“E sim, para mim o que ele fez não foi justo, e sabemos que, se você está lado a lado, você precisa dar espaço de um carro, e ele não fez isso.”

“Sei que ele não gosta de nós porque temos o motor Honda, mas mesmo assim.”

O incidente, que não foi mostrado na íntegra na TV, aconteceu na relargada após o safety car, quando Gasly tentou passar Alonso na luta pelo 10º lugar.

O francês foi forçado a passar por cima da zebra interna da primeira chicane, o que ele disse que teve como resultado uma “perda grande” de pressão aerodinâmica em seu carro.

Fernando Alonso, McLaren MCL33, Pierre Gasly, Toro Rosso STR13

Fernando Alonso, McLaren MCL33, Pierre Gasly, Toro Rosso STR13

Photo by: Steven Tee / LAT Images

“Basicamente, saímos do safety car e nos aproximamos da curva 1 lado a lado. Fui por fora e ele me forçou completamente para fora da pista.”

“Tentei permanecer na pista o máximo que pude, mas ele não me deu o espaço. Tive de passar por cima da zebra e aí depois ele me tocou e danificou completamente o lado direito do meu assoalho.”

“Eu já perdia pressão aerodinâmica quando estava sozinho, mas, ao seguir outros carros, com a perda extra de downforce, ficava impossível me aproximar. Foi um domingo muito, muito longo.”

Questionado se falaria com o diretor de provas da F1, Charlie Whiting, sobre o incidente, Gasly disse: “Não. Honestamente, isso não vai mudar nada.”

“Talvez eu provavelmente irei ver Fernando, mas, no fim, eles podem puni-lo e isso não vai mudar em nada minha corrida.”

Reportagem adicional de Oleg Karpov

Próxima Fórmula 1 matéria
Top 10: GP da Itália 2018

Previous article

Top 10: GP da Itália 2018

Next article

Ponto de Sirotkin em Monza faz F1 quebrar tabu histórico

Ponto de Sirotkin em Monza faz F1 quebrar tabu histórico
Load comments