Gasly critica punição “completamente ridícula”

compartilhar
comentários
Gasly critica punição “completamente ridícula”
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
9 de jul de 2018 11:22

Pierre Gasly considerou que a decisão da FIA em dar seu 10º lugar no GP da Grã-Bretanha de F1 de volta a Sergio Pérez foi “completamente ridícula”.

Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Sergio Perez, Force India VJM11, leads Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13, on the grid
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13 and Sergio Perez, Force India VJM11
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13 and Sergio Perez, Force India VJM11
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso on drivers parade

Gasly se tocou com Pérez nas voltas finais da corrida em batalha pelo 10º lugar, e uma investigação foi iniciada assim que o piloto da Toro Rosso conseguiu a ultrapassagem.

Após a revisão do acidente, os comissários deram a Gasly uma punição de 5s, o que promoveu Pérez a 10º e jogou o francês para 13º, também atrás de Stoffel Vandoorne e Lance Stroll.

Além disso, Gasly recebeu dois pontos de punição em sua carteira.

O francês pediu para que haja mais consistência nas decisões, já que comparou seu incidente com outros episódios recentes em que não houve nenhuma ação.

“Para mim, é ridículo. Completamente ridículo”, disse Gasly ao Motorsport.com. “Isso é corrida, e, honestamente, houve um contato realmente pequeno.”

Leia também:

“Isso acontece às vezes. Temos um carro de 2m de largura, uma pista que tem provavelmente 12m de largura, então, em algum momento, haverá contato. Claramente não foi um grande impacto. Para mim, isso não merece uma punição.”

“E, se você olhar a outras situações em que isso aconteceu nesta corrida, entre Magnussen e Grosjean, não houve ação. Sainz e Grosjean, que bateram no muro completamente, não houve ação. E, para algo assim, 5s de punição e dois pontos na carteira é completamente ridículo.”

“Olhando para a última corrida, fui atingido na volta 1, perdi metade do meu assoalho e não houve ação. E houve o incidente que foi muito parecido com o vencedor da corrida [Max Verstappen] na volta 1 e não houve ação.”

“Eles precisam fazer algo. Ser inconsistente assim é inaceitável em alto nível. Não há nada que explique tal punição. Se eles não fizerem coisas para os outros, então eles não deveriam penalizar isso.”

Gasly não se surpreendeu pelo fato de Pérez ter feito uma argumentação forte aos comissários.

“Claro, ele terminou em 11º e não pontuou, então ele tentou me culpar o máximo que podia. Eu disse a ele, honestamente, que eu gostei da briga, que foi uma corrida próxima, rodas próximas, e que, no fim das contas, somos pilotos de corrida. É para isso que deveríamos nos esforçar.”

“Ao dar esse tipo de punição, isso nos impede de correr, então é uma grande pena. Isso pressiona os pilotos a não assumir riscos e ter corridas entediantes, não ultrapassar a não ser na reta, com o DRS, o que, honestamente, não é nada empolgante.”

Gasly se disse particularmente frustrado por perder um ponto durante conquistado e indicou que gostaria de ver a equipe apelando à decisão.

“Foi um ponto. Quando não estamos consistentemente nos pontos, tudo é viável. Vou pressionar e talvez iremos apelar.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Chefe da Haas se irrita com Grosjean: “não é má sorte”

Previous article

Chefe da Haas se irrita com Grosjean: “não é má sorte”

Next article

Ricciardo: melhores opções fora da RBR se fecharam para 2019

Ricciardo: melhores opções fora da RBR se fecharam para 2019

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Localização Silverstone
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias