Gasly diz que não se sente preparado para GP do México

Piloto da Toro Rosso admite que não está pronto para prova, depois de não completar uma volta sequer no sábado por problemas de motor

Apesar de não fazer o treino classificatório, Pierre Gasly recebeu permissão para começar o GP do México. Ele se juntará aos pilotos da McLaren penalizados que terão que largar na parte de trás do grid.

Depois que Sean Gelael guiou seu carro no TL1 na sexta-feira, Gasly completou apenas algumas voltas no TL2 antes de sofrer problemas com o motor.

Ele então parou na pista em sua primeira volta no TL3 e o time não conseguiu substituir sua unidade de potência a tempo para participar da classificação, o que significa que ele conseguiu fazer apenas 10 voltas antes da corrida.

Gasly, que anteriormente não havia competido na pista mexicana, admite que perdeu muitas tarefas de rotina.

"Com certeza, em termos de preparação, eu não fiz nenhum treino. Eu poderia ter vindo do Japão apenas hoje e ir para a corrida, é basicamente o mesmo. Não tive um fim de semana de corrida."

"O pior foi dizer ontem à noite aos engenheiros: não se preocupem, com o dia de merda que tivemos, amanhã só pode ser melhor."

"Foi um dia difícil. Na equipe, todos tentam fazer o seu melhor, e é realmente muito ruim para todos nós."

"Para mim, é realmente doloroso, porque é uma pista nova, e gostaria de conseguir algumas voltas para me acostumar com o carro."

Ele admitiu que as voltas de reconhecimento para o grid serão cruciais.

"Cada segundo no carro será muito útil e importante para nós, para a preparação para a corrida", acrescentou Gasly.

"Eu não quero falar muito, porque nunca sabemos o que acontecerá se o motor não ligar antes que o pitlane se abra."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do México
Pista Autodromo Hermanos Rodriguez
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias