Gasly: Inimizade com Ocon não é boa para nenhum de nós

compartilhar
comentários
Gasly: Inimizade com Ocon não é boa para nenhum de nós
7 de nov de 2018 17:15

Francês da Toro Rosso acusa compatriota de tentar bloqueá-lo de maneira enfática durante prova no México

Pierre Gasly disse que sua disputa com Esteban Ocon no GP do México foi um exemplo de como a rivalidade entre os dois pode ser prejudicial para ambos. Os dois tem corrido um contra o outro desde o kart, mas de acordo com Gasly a inimizade começou quando ele passou a estabelecer uma vantagem sobre Ocon.

Gasly acusou Ocon de deliberadamente colocá-lo fora da pista no México. Perguntado se a rivalidade entre eles estava aumentando, Gasly disse: "no momento não é bom para nenhum de nós".

"Nós perdemos 2s5 e isso me causou um pneu travado", disse Gasly, que terminou a corrida em 10º, na frente do Ocon. “No final, talvez ele pudesse ter terminado em 10º e eu terminado em nono”.

"Você precisa ser objetivo. Eu tento me concentrar na minha corrida e tento deixar tudo limpo, mas acho que isso foi um pouco acima do limite. No final, terminei na frente dele, então tudo bem.”

Os comissários liberaram Ocon sem penalização, dizendo que Gasly saiu da pista na curva 4 porque freou tarde demais. No entanto, Gasly afirmou que foi forçado a sair e optou por desistir de forçar a ultrapassagem na curva seguinte.

"Acho que ele não ficou muito contente pelo fato de que depois de eu largar de último, me recuperei e consegui ultrapassá-lo. Ele me empurrou e eu tive que sair da pista.”

"Eu poderia ter forçado na curva 5 e poderíamos ter batido, mas achei que não valeria a pena e eu teria outra chance depois disso."

Gasly acredita que Ocon deveria ter deixado espaço. “Para mim não foi justo. Ou você diz que precisa deixar o espaço para um carro ou diz que as coisas são permitidas e pode competir agressivamente”.

“Você pode comparar esta situação com muitos outros problemas neste ano que aconteceram com outros pilotos, também no meu caso em Silverstone, por exemplo. Parece ser bastante estranho.”

"Talvez eu fale com Charlie Whiting, diretor de prova da FIA, só para saber. Porque se isso for permitido, da próxima vez eu sei o que posso fazer."

Next article
Honda leva atualização de motor mais recente ao Brasil

Previous article

Honda leva atualização de motor mais recente ao Brasil

Next article

No Brasil, Hamilton diz "sentir presença de Senna" em Interlagos

No Brasil, Hamilton diz "sentir presença de Senna" em Interlagos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias