Gasly se chateia com problema de motor: “vamos ter punições”

compartilhar
comentários
Gasly se chateia com problema de motor: “vamos ter punições”
Por: Matt Beer
26 de mar de 2018 11:50

Piloto francês fala que abandono na Austrália foi doloroso e desapontador após ter passado pré-temporada sem problemas

Pierre Gasly, Toro Rosso STR13 Honda
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso
Pierre Gasly, Toro Rosso, on the grid
Marcus Ericsson, Sauber C37, Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13, Pierre Gasly, Scuderia Toro
Pierre Gasly, Toro Rosso, and Stoffel Vandoorne, McLaren, at the drivers parade
Pierre Gasly, Toro Rosso, in the drivers parade

A sorte não sorriu para a Toro Rosso na primeira corrida de sua parceria com a Honda. Pierre Gasly abandonou após apenas 13 voltas na corrida de Melbourne com um problema no MGU-H de seu carro, e admitiu que o fato foi irritante, dada a nova restrição de três unidades de potência por piloto no ano.

"Estamos todos muito desapontados porque os testes foram muito bons, sem nenhum problema. Mas aí então você chega na primeira corrida e enfrenta seu primeiro problema", disse ele.

"Eu não vou mentir, é com certeza doloroso ter esse problema. Mas é assim que todo mundo vai tentar ajustar as coisas e tornar tudo tão bom quanto possível para as próximas corridas. Mas eu acho que o regulamento é difícil para todos.”

"Os testes correram muito bem sem problemas. É uma pena só enfrentar problemas agora. Eu preferia ter tido no último dia de testes e depois vir aqui sem problemas."

Ele insiste que o problema não afetou seu otimismo sobre a Honda.

"Sabíamos que era o tipo de situação que poderíamos enfrentar, mas é claro que depois do teste estávamos mais otimistas", disse Gasly.

"Acho que devemos estar otimistas em relação à temporada. Não é porque temos um problema agora que vamos ter um a cada final de semana de corrida."

A Honda ainda não revelou mais detalhes sobre a falha ou suas implicações para a reutilização dos outros componentes, mas Gasly reconheceu que se abandonar na primeira das 21 corridas com um problema relacionado ao motor não era um bom sinal.

"Não vai ser fácil, provavelmente em algum momento vamos ter penalidades", disse ele. "Mas eu realmente não quero pensar nisso agora."

A segunda Toro Rosso-Honda de Brendon Hartley completou a corrida, mas terminou em 15º depois de uma travada na primeira curva que forçou a um pitstop imediato.

Reportagem adicional por Erwin Jaeggi

Confira os principais fatos do GP da Austrália

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Horner: melhor volta é única forma de avaliar GP da Red Bull

Previous article

Horner: melhor volta é única forma de avaliar GP da Red Bull

Next article

Haas culpa a falta de prática por erros de pitstop

Haas culpa a falta de prática por erros de pitstop

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso
Autor Matt Beer
Tipo de matéria Últimas notícias