Gillan sai em defesa de Maldonado após ataque de Perez

Engenheiro-chefe de operações da Williams vê culpa do mexicano em incidente de Silverstone e fala em azar do venezuelano

O engenheiro-chefe de operações da Williams Mark Gillan saiu em defesa de Pastor Maldonado depois das duras críticas que o venezuelano sofreu de Sergio Perez após o GP da Grã-Bretanha. O mexicano, que abandonou em decorrência de colisão com o piloto da equipe de Grove, o chamou de “perigoso” e disse que “todos se preocupam com ele”.

Para Gillan, os incidentes em que Maldonado têm se envolvido são uma questão de má sorte. “Pastor é um lutador. Ele é rápido, é uma pessoa robusta na pista e teve alguns incidentes nas últimas corridas. Acho que foi azar.”

O engenheiro afirmou que a equipe não se preocupa com a sequência de batidas. O venezuelano teve colisões em quatro das nove etapas disputadas até agora. “Ele é mentalmente robusto e essa é uma grande força sua. Ele não se importa e só quer pilotar o carro o mais rápido que puder – e normalmente o faz. Então não tenho nenhuma preocupação a respeito disso.”

De acordo com Gillian, o incidente de Silverstone, inclusive, foi culpa de Perez. “Olhamos a situação e, em nossa opinião, Perez apertou Pastor. Ele tinha a linha de dentro, freou, fritou os pneus e efetivamente segurou o carro. Dá para ver como ele está lutando com o carro quando a traseira escapou e bateu em Perez, então para mim é um acidente de corrida. Não consigo ver nada além disso.”

O engenheiro afirmou que a equipe conversa com o piloto após a corrida. “Claro [que falamos com ele]. Dizemos que os dois carros têm de terminar as corridas, mas nesse caso quando ele freou o carro perdeu aderência e ele não conseguiu controlar. Ele definitivamente não queria bater em Perez, isso é certeza.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias