GP da Dinamarca pode voltar a ser discutido, mas sem Copenhage na pauta

compartilhar
comentários
GP da Dinamarca pode voltar a ser discutido, mas sem Copenhage na pauta
Por:
20 de dez de 2018 12:20

Esforço da Dinamarca para corrida de Fórmula 1 agora conta com alternativa fora da capital do país

A Dinamarca viveu a expectativa de receber uma corrida da F1 nos últimos anos, mas os planos foram formalmente encerrados com o fechamento da empresa que foi criada para trazer a prova no fim do mês passado. O projeto, que gastou vários milhões de coroas dinamarquesas em pesquisas e planejamento, foi liderado pelo ex-ministro do governo Helge Sander.

Ele ganhou apoio de nomes como o ministro da indústria do país, Brian Mikkelsen, que disse que parecia "cada vez mais realista", e Lars Seier Christensen, o fundador do ex-patrocinador da Lotus, Saxo Bank.

Reuniões com chefes da F1 foram consideradas positivas, mas o projeto sofreu um grande impacto, em setembro, quando o prefeito de Copenhague descartou a ideia porque a cidade não estava disposta a financiar a corrida em si.

De acordo com a agência de notícias dinamarquesa Ritzau e a edição nacional do The Local, Sander disse que ainda há interesse nacional em uma corrida da F1, mas teria que ser em outro lugar.

"A vibração positiva em torno da Fórmula 1 naturalmente fez com que outros municípios reagissem", disse Sander.

"Se um projeto suficientemente interessante surgir em outro lugar na Dinamarca, ele deveria naturalmente ser tentado, desde que as condições práticas, sustentáveis ​​e econômicas relevantes sejam cumpridas.”

"Tivemos que aceitar o choque do anúncio [do prefeito], mas temos que aceitar que neste momento não é possível organizar uma corrida de Fórmula 1 em Copenhague, apesar de eu ter recebido mensagens positivas quase diariamente desde o anúncio."

Falando à F1 Racing no ano passado em uma reportagem sobre os planos por trás do evento, o piloto da Haas, Kevin Magnussen, disse que uma corrida em casa nunca pareceu uma realidade.

"Ninguém na Dinamarca jamais teria acreditado que algo assim poderia acontecer", disse ele no final de 2017.

"Não é como se finalmente tivéssemos algo que desejássemos, porque ninguém até tomou conhecimento disso até recentemente."

Next article
McLaren: influência de Alonso em 2019 é “positiva e bem-vinda”

Previous article

McLaren: influência de Alonso em 2019 é “positiva e bem-vinda”

Next article

ESPECIAL: A renovação mental de Felipe Nasr após período na F1

ESPECIAL: A renovação mental de Felipe Nasr após período na F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell