GP da Malásia ganha um segundo ponto de ativação da DRS

Asa móvel também será usada na reta oposta, além da tradicional zona na reta principal. Serão dois pontos de detecção

A exemplo do que aconteceu na Austrália, na primeira etapa do campeonato, o GP da Malásia terá duas zonas de ativação da DRS, com pontos de ativação independentes.

Isso significa que, ao contrário de Melbourne, o piloto que tiver direito a usar a DRS na primeira terá de continuar a menos de 1s do rival que vai à frente para usar novamente a asa móvel na segunda zona.

Nos últimos dois anos, o GP da Malásia teve apenas uma zona de ativação, na reta principal. Ela continua existindo, com ponto de detecção adiantado para o meio da última curva – 16m após o ponto de tangência.

Já a nova zona de ativação será na reta oposta e terá sua detecção 54m depois da curva 12. Os pilotos ainda farão as curvas 13 e 14 antes de chegar na reta em que terão direito a acionar o dispositivo.

Lembrando que as zonas a partir deste ano valem para todo o final de semana. Até o ano passado, o uso da DRS era liberado na classificação.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Tipo de artigo Últimas notícias