Grosjean, 2º: "Adoraria ser a surpresa, mas vou passo a passo"

Em sua primeira experiência a bordo de um F-1 em Mônaco, francês se mantém entre os primeiros e se mostra confiante

Grosjean começou o final de semana com o pé direito

Em sua primeira experiência a bordo de um Fórmula 1 pelas ruas de Monte Carlo, o francês Romain Grosjean mostrou que a Lotus vem forte para o GP de Mônaco. O piloto foi o segundo colocado em ambas as sessões de treinos livres, sempre lutando pelas primeiras posições enquanto esteve na pista. “Adoraria ser a surpresa, mas vou passo a passo. Nos treinos livres foi tudo muito bem, mas veremos como será a classificação e a corrida.”

Grosjean comparou pilotar um F-1 e um GP2 em Monte Carlo. “Acho que é uma boa pista e, em um carro de F-1 é ainda mais interessante que na GP2 porque a resposta é melhor nas curvas. Temos uma boa base no momento, que nos permitiu ficar bastante tempo na pista”, afirmou em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

“Quando você conhece a pista, mesmo em categorias menores, é mais fácil. Demorou umas cinco ou seis voltas para começar a andar mais rápido e na parte da tarde também fomos bem. Depois que os pneus e você estão aquecidos, você começa a buscar tempo.”

Bem aclimatado à pista logo de cara, o francês garantiu que o desgaste de pneus não será problema durante o final de semana. “Há um pouco de degradação, o carro escorrega mais na terceira, quarta voltas do que na primeira. Mas é bem melhor do que vimos em outras provas.”

O cenário muda, no entanto, quando o assunto é temperatura dos Pirelli. Com o asfalto pouco abrasivo, curvas lentas e pouco espaço para se livrar de carros lentos, a primeira volta rápida pode demorar a sair, algo que será crucial na classificação.

“O tráfego é fundamental nesse sentido. Às vezes, é possível tirar tempo logo na primeira volta mas, se tiver alguém na frente, você não consegue forçar. É difícil dizer quantas voltas são necessárias para conseguir um tempo perfeito.”

Mesmo sem andar com o composto que deve reinar na classificação, o francês não se preocupa. “Não consegui testar os supermacios, mas nosso carro geralmente é muito bom na mudança de pneus, porque o comportamento continua o mesmo. Espero que isso também ocorra aqui. Mas também foi bom poder andar com os pneus de chuva para experimentar quais trajetórias usar, ver quais as linhas brancas e zebras mais perigosas.”

Já Kimi Raikkonen teve um problema pela manhã, mas também se mostrou contente: "O sistema de direção não estava do jeito que eu queria, então a equipe trocou. O carro se mostrou bem na segunda sessão, mas gostaria de ter mais tempo no carro. Por sorte, a pista não mudou muito."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias