Grosjean deve anunciar acordo com a Haas para 2016

Romain Grosjean irá confirmar, após o GP do Japão, que correrá pela Haas, a menos que a Renault consiga comprar a Lotus

O francês está ansioso para se juntar à Renault no retorno da fabricante como equipe na F1, mas como a compra da Lotus permanece em aberto, Grosjean busca alternativas para a próxima temporada. Fontes revelaram que ele já tem acordo com a Haas para 2016, que faz parte de um grande contrato envolvendo a parceria da nova equipe com a Ferrari.

O acordo com Maranello colocaria o piloto francês na posição de potencial substituto de Kimi Raikkonen em 2017, após um ano de "estágio" com os motores Ferrari na Haas. Ele ainda não assinou o contrato, mas já informou aos seus atuais chefes na Lotus que sairá do time se não houver confirmação da compra da equipe pela Renault até o final do mês.

O chefe esportivo da Renault, Cyril Abiteboul, sugeriu que ele estava conformado em perder Grosjean. Falando ao Canal+, ele disse:

"E uma pena que nós não possamos conversar sobre isso, mas nós não estaremos prontos a tempo. Romain é um grande piloto, ele merece um grande time. Não há nacionalismo nisso, a Renault é uma marca internacional, com presença em lugares como China, mas nós estamos em um projeto que exige um 'toque francês'", disse Abiteboul.

Apesar de a compra da Lotus pela Renault estar em um estágio avançado, o lado financeiro da questão ainda não foi completamente selado. A Renault persegue um reconhecimento da FOM de "equipe clássica". Nesta posição, a equipe teria direito a receber uma verba maior do bolo de receita da F1, como equipe que contribuiu no passado para o sucesso da categoria.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Equipes Lotus F1 , Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias