Grosjean: "Ganhei campeonatos e isso significa que sei largar"

Chamado de "maluco da primeira volta" por Webber no Japão, francês diz ao TotalRace que está trabalhando para melhorar

Chamado de “maluco da primeira volta” por Mark Webber após a colisão que lhe rendeu um stop and go no GP do Japão, na oitava vez em que se envolveu em uma batida nos primeiros metros de uma corrida neste seu ano de estreia, Romain Grosjean se disse comprometido em melhorar suas largadas.

Com exclusividade ao TotalRace, Grosjean se disse dentro de um processo de aprendizado. “Acho que cometi um erro, isso é fato, e mereço a pena que me deram. Sentei com a equipe para avaliar a questão e é algo que precisamos trabalhar, mas não é algo que se resolve da noite para o dia, é um processo”, disse. “Tenho consciência do risco da largada. Paguei o preço pelo erro do Japão, não apenas pela punição, mas por ter danificado o carro. Agora é hora de seguir em frente e trabalhar na pista para pilotar de forma mais segura”, completou Grosjean.

O campeão da GP2 de 2011 lembrou ter demonstrado em outras categorias que não é um piloto propenso a confusões e argumentou que o nível da Fórmula 1 é alto e, por isso, os erros aparecem mais. “Na minha carreira, ganhei campeonatos e isso significa que sei largar. Só preciso ser mais cuidadoso até o final do ano. Estou sob pressão, eles estão me observando, mas sou eu quem tem de ficar longe dos problemas. Em relação às corridas, tivemos bom ritmo e pouca degradação e podemos conquistar bons resultados”.

Perguntado se tem Sebastian Vettel, apelidado por Martin Whitmarsh há dois anos de ‘crash kid’, como uma das inspirações de pilotos que mudaram sua imagem, Grosjean disse que sim. “Todos nós passamos por momentos difíceis. Todos estamos em um nível muito alto, então os erros aparecem mais do que em outros lugares. Todos erramos e aprendemos com isso, não quero que se repita. A equipe está trabalhando comigo para me ajudar e estou confiante de que ficará tudo bem”.

Após criticar duramente o francês depois da corrida no Japão, Mark Webber abaixou o tom em Yeongam. “Ele tem a chance de voltar e pode até ganhar uma corrida até o final do ano. O automobilismo é assim. Encontrei-me com ele, conversamos sobre isso e está acabado”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Mark Webber , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias