Grosjean: Haas precisa se adaptar depois de mudança de patamar

compartilhar
comentários
Grosjean: Haas precisa se adaptar depois de mudança de patamar
Por:
Co-autor: Oleg Karpov
6 de jan de 2019 17:16

Francês acredita que equipe não terá espaço para erros em 2019 depois de subir de patamar no ano passado

Tendo terminado em oitavo lugar em suas duas primeiras temporadas na F1, a Haas deu um salto em 2018, terminando em quinto na classificação depois de batalha com a Renault.

O chefe da equipe, Gunther Steiner, reconheceu depois da última temporada que os erros devido à falta de experiência era o motivo pela perda da briga com rival francês, que terminou 29 pontos à frente, apesar da Haas parecer ter o carro mais rápido.

Romain Grosjean avalia que a equipe precisa ter como meta ser “o melhor do resto” neste ano, mas admite que precisará aumentar seu nível para chegar lá.

"Será um grande desafio, especialmente com a grande mudança de regulamento, mas acho que nosso objetivo no próximo ano será tentar chegar em quarto, atrás dos três primeiros", disse Grosjean.

"Então, vamos ter que intensificar nosso jogo. Acho que este ano o que aprendemos é que mudamos de liga, da parte de trás do meio de grid para a frente."

"Há coisas que você pode fazer, erros que você poderia cometer, mas agora você não pode, porque tudo conta, você precisa ser mais preciso.”

"Mas foi um grande ano em termos de aprender tudo isso, então acho que a equipe está pronta para continuar melhorando e se a linha de base do carro estiver tão boa quanto neste ano, então não há razão que não poderíamos lutar pelo quarto lugar."

Grosjean está com a Haas desde que ingressou na Fórmula 1 em 2016 e o ​​francês diz que se orgulha de ter ajudado a equipe a crescer o suficiente para torná-la atraente para os principais pilotos da F1.

"Não sou só eu, é muita gente envolvida, mas sim, estou aqui desde o primeiro dia e ajudei algumas pessoas", disse ele.

"Gene [Haas] está aqui e as pessoas estão vendo isso. Eles estão pensando ‘OK, é uma grande aventura’, da mesma maneira que eu vejo isso.”

"Agora você pode se juntar a uma nova equipe e fazer mais do que você faria se estivesse em uma grande equipe, onde tudo está no lugar.”

Grosjean assegurou uma extensão de contrato de um ano para 2019 mas admite que gostaria de estender seu relacionamento com a Haas além deste ano se a equipe continuar progredindo.

"Acho que tenho muitos mais anos. Não sei se vou terminar na Haas ou não.”

"Com certeza, temos um contrato e então precisamos conversar para o futuro, mas é um time que eu gosto e me sinto muito parte, então eu adoraria estar aqui.”

"Obviamente eu adoraria vencer corridas, e espero que a Fórmula 1 faça mudanças para 2021, para que não só Mercedes, Ferrari e às vezes Red Bull vençam e nesse caso eu ficaria muito feliz em ficar aqui.”

Next article
Forte gripe faz Lauda voltar a hospital na Áustria

Previous article

Forte gripe faz Lauda voltar a hospital na Áustria

Next article

Binotto substitui Arrivabene na chefia da Ferrari

Binotto substitui Arrivabene na chefia da Ferrari
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean Shop Now
Equipes Haas F1 Team
Autor Pablo Elizalde