Grosjean não consegue explicar acidente no Q1 em Suzuka

Piloto da Haas se diz confuso com o ocorrido durante primeira parte do treino classificatório e acredita que poderia chegar ao top-10

Romain Grosjean perdeu o controle de seu carro na curva 4 durante o Q1, tendo saído da pista na curva anterior. Ele bateu contra o muro e causou grandes danos, trazendo a bandeira vermelha, restando menos de dois minutos.

O francês admitiu que a forma de guiar seu carro mudou drasticamente em sua segunda participação no Q1, e disse que não tinha explicação clara sobre o motivo do acidente.

"Eu não sei. Fui mais rápido do que a volta anterior, mas mais lento que no TL3, então eu não sei", disse Grosjean. "Desde o último treino até o quali, acho que fizemos uma escolha muito boa tecnicamente, o carro estava muito bem na primeira parte."

"Tive um momento complicado na curva 11, onde perdi mais de meio segundo, não estava preocupado em não passar, então voltei para os boxes, adicionamos um pouco de asa dianteira e fomos novamente."

"E na curva 1 já tive uma grande pressão. Eu realmente não sabia de onde veio. Continuei e entrei na 3, mas quando a fazia, perdi a traseira e já era muito tarde."

Grosjean terminou na 16ª posição, mas está preparado para subir no grid, graças às punições a outros pilotos.

O piloto francês, no entanto, sentiu que seu carro tinha o ritmo para estar no Q3.

"Lamento porque o carro tinha o ritmo para estar no top-10 hoje", acrescentou. "Não foi um desastre, mas claramente o top-10 era muito, muito possível hoje."

Apesar do dano ao seu carro, Grosjean ficou otimista, não precisará de uma mudança de caixa de câmbio que o faria ser punido.

"Acho que vamos ficar bem e há algumas penalidades à frente para que possamos começar em 13º ou algo assim", disse ele.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pista Suzuka
Pilotos Romain Grosjean
Equipes Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias