Grosjean revela bom entrosamento com engenheiro de pista

Trabalhando com o japonês Ayao Komatsu, francês diz que as conversas em inglês carregado são um mistério para os demais

O francês Romain Grosjean

Ele é, por um lado, a ligação técnica entre o piloto e a equipe, de outro, uma espécie de companheiro nas horas difíceis. O engenheiro de pista é um dos poucos que fala com o piloto via rádio. É ele o responsável pela comunicação de estratégia e de comandos que devem ser mudados no volante, por exemplo.

Essa comunicação em momentos críticos faz com que o engenheiro de pista tenha de ser um pouco psicólogo também, tanto para entender quando passar a mão na cabeça de seu piloto, quanto saber a hora de cobrá-lo.

Na Lotus, Romain Grosjean conta com o japonês Ayao Komatsu a seu lado. O francês revela que tem uma amizade fora das pistas com o profissional, e que às vezes os dois falam uma língua que só eles entendem.

“Gosto muito de Ayao. Acho que nos entendemos muito bem. Temos uma boa filosofia e, honestamente, acredito que é uma relação maior do que apenas entre piloto e engenheiro. Se puder jantar com ele é algo que realmente gosto de fazer. Meu inglês tem um toque francês e o dele, japonês, então nós nos entendemos, mas às vezes os outros não nos compreendem.”

Grosjean destaca a honestidade – de ambos os lados – como o fator principal para a relação funcionar.

“Queremos atingir o mesmo objetivo. Somos muito honestos – se não estou fazendo um bom trabalho, ele me diz, caso contrário, eu falo. Mas, também, se achar que o trabalho dele é bom também o digo. Temos confiança um no outro e isso é muito importante.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias