Grosjean: título da GP2 e “vestibular” nos treinos garantiram vaga

Piloto francês, confirmado na Renault para 2012, acredita que mostrou em 2011 ser um piloto que lida melhor com a pressão

Em sua primeira entrevista como piloto da Renault para o ano que vem, Romain Grosjean afirmou acreditar que sua campanha do título da GP2, assim como sua performance nos treinos livres de que participou, em Abu Dhabi e no Brasil, foram fundamentais para que a equipe lhe escolhesse como titular em 2012, ao lado de Kimi Raikkonen.

 “Acho que minha temporada na GP2 me ajudou porque o que as pessoas esperavam de mim era que tivesse crescido e amadurecido – e que poderia ser um líder. Os treinos livres foram uma avaliação real para ver se eu tinha melhorado e se conseguia lidar melhor com a pressão. Todos esses fatores juntos influenciaram”, afirmou em material distribuído pela equipe.

Para o piloto francês, os pilotos hoje têm de apostar em seu conhecimento técnico.

“Com a redução do número de testes na F-1, o conhecimento técnico do piloto tem ainda mais importância. Gosto muito de trabalhar com os engenheiros, tentando entender como melhorar o carro e trabalhar na direção certa.”

Grosjean, que fez dupla com Alonso na Renault em 2009, acredita que poderá ajudar o novo companheiro, Kimi Raikkonen, com o conhecimento que tem dos pneus Pirelli

“Estou começando a me acostumar a ter um campeão do mundo como companheiro. Depois de Fernando Alonso, agora é Kimi Raikkonen. Mas é muita sorte porque dá para aprender bastante. E, ao ter o mesmo carro e conseguir andar no mesmo nível, prova sua qualidade como piloto. Acredito que possa trazer algo para a equipe com minha compreensão dos pneus Pirelli. Ele conhece os usados no rally, mas não os da F-1.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias