Gutierrez: "ida à Ferrari foi maior risco da minha carreira”

Temendo perder oportunidade na Fórmula 1, Esteban Gutierrez revela que temeu após tomar decisão de ser reserva por um ano

Depois de sair da Sauber zerado após um ano terrível em 2014, a carreira de Esteban Gutierrez correu grande risco. Porém, o mexicano conseguiu arrumar um lugar na nova equipe Haas para fazer a temporada de 2016 após ter sido piloto de testes e reserva da Ferrari por um ano.

"Foi o maior risco da minha vida, provavelmente", disse Gutierrez à Autosport sobre a ida para a Ferrari.

"Mas, na vida, às vezes você precisa tomar esses riscos e não ter medo. Eu não estava com medo. Eu estava ciente do risco que eu estava tomando, mas também do fato que tinha oportunidade. A Ferrari me levou para sua equipe. Eu defini metas muito claras a curto prazo, para garantir uma vaga para 2016."

"Obviamente, olhei para a Haas e meu relacionamento com a Ferrari. Esperemos que isso vá trazer mais oportunidades para chegar ao topo da Fórmula 1 no futuro."

Gutierrez sente que um ano observando Vettel e Raikkonen na Ferrari foi extremamente valioso.

"Algo que eu realmente gosto - e sempre gostei durante toda a minha carreira - é observar e aprender coisas boas de outras pessoas", disse ele.

"Foi realmente crucial. Isso me deu uma grande oportunidade de ver as coisas de uma perspectiva diferente. Isso me permitiu aprender com os melhores e observar tudo do melhor. Os melhores engenheiros, os melhores pilotos - Kimi e Sebastian -, o melhor chefe de equipe - Maurizio Arrivabene, que é uma pessoa incrível - e todas as outras grandes pessoas da equipe."

Embora tenha tido dificuldades na Sauber, Gutierrez crê que a experiência prévia o ajude.

"Honestamente, nestes anos eu aprendi mais, ou vamos dizer, tive as lições mais importantes", acrescentou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Esteban Gutierrez
Tipo de artigo Últimas notícias