Há 15 anos Schumi tirava Ferrari da 'seca' após duas décadas

compartilhar
comentários
Há 15 anos Schumi tirava Ferrari da 'seca' após duas décadas
Por: Gabriel Lima
8 de out de 2015 20:00

Piloto se utilizou de garoa em Suzuka para passar Mika Hakkinen nos boxes e garantir primeiro de cinco títulos pela Ferrari

Post-race press conference: Michael Schumacher, Mika Hakkinen, David Coulthard
Michael Schumacher passa David Coulthard
Michael Schumacher
Vencedor Michael Schumacher e Ross Brawn
Pódio: vencedor Michael Schumacher e segundo Rubens Barrichello
Michael Schumacher depois de abandonar

O dia 8 de outubro de 2000 é marcante na rica história da Fórmula 1. Foi quando Michael Schumacher entrou na seleta galeria dos grandes. E que cenário melhor para esta conquista que o mítico autódromo de Suzuka?

Mas não foi fácil. Ele largou mal e perdeu seu primeiro lugar para o rival Mika Hakkinen da McLaren.

No entanto, isso não impediu que o alemão tirasse a Ferrari de uma ‘seca’ histórica. Desde 1979 com Jody Scheckter a Scuderia não conseguia fazer um piloto campeão mundial de F1. Alboreto, Prost, o próprio Schumacher e Eddie Irvine já haviam tentado vencer e não haviam obtido sucesso. Inclusive, a piada do paddock da F1 era de que apenas Tomas Scheckter, filho de Jody que corria na F3000 na época, pudesse acabar com a série de derrotas ferraristas.

A corrida

Em segundo desde a partida, Schumacher construiu a oportunidade de superar Hakkinen. Depois de fazer o primeiro pit stop, ele se aproximou de Mika e esperou o finlandês entrar pela segunda vez nos boxes para fazer o que sabia de melhor: ser veloz com o tanque vazio. Em uma época na qual o pneu não se degradava facilmente como hoje, o piloto da Ferrari acelerou para valer por três voltas. Nem uma garoa fina e nem uma rodada de Alexander Wurz logo à frente da entrada dos boxes na volta que o alemão faria seu pit stop puderam atrapalhá-lo.

Ele saiu dos pits nada menos que 4.1s na frente de Hakkinen, e garantiu o título ao final das 53 voltas. Na comemoração, Schumacher chorou copiosamente dentro do carro enquanto socou o volante repetidas vezes. Ele havia conseguido triunfar sobre o maior desafio de sua carreira até então: tirar a Ferrari da fila.

E a festa seria em dobro duas semanas depois, na Malásia, quando o time conquistou o campeonato de construtores.

Próxima Fórmula 1 matéria
Após divergências, Felipe Nasr troca de engenheiro

Previous article

Após divergências, Felipe Nasr troca de engenheiro

Next article

Button pediu garantias da McLaren antes de renovar

Button pediu garantias da McLaren antes de renovar
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Michael Schumacher Shop Now
Equipes Ferrari Shop Now
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Conteúdo especial