Há 37 anos, atropelamentos marcaram 1º pódio de Mansell

Primeiro dos 59 pódios do ‘Leão’ na F1 teve dois atropelamentos de mecânicos, sendo um deles fatal

Há exatos 37 anos, Nigel Mansell conquistou seu primeiro pódio na Fórmula 1, com o terceiro lugar no GP da Bélgica de 1981, que teve argentino Carlos Reutmann (Williams) como vencedor e Jacques Laffite (Ligier) na segunda posição.

Quinta etapa da temporada, o GP da Bélgica de 1981, disputado em Zolder, foi marcado por dois incidentes, um deles fatal. Na sexta-feira de treinos livres, o mecânico Giovanni Amadeo, da equipe Osella foi atropelado pela Williams de Carlos Reutmann na área dos boxes. Amadeo não resistiu aos ferimentos e morreu um dia depois da corrida.

No domingo, Nelson Piquet (Brabham) errou seu lugar no grid e precisou dar mais uma volta de apresentação para alinhar na posição correta no grid. Por causa da demora o motor da Arrows de Ricardo Patrese (quarto do grid) superaqueceu e apagou. Para tentar ligar o motor do carro do italiano, o mecânico Dave Luckett saltou o guard rail e se jogou atrás do carro.

Mesmo com Luckett atrás do carro de Patrese, a largada foi autorizada e alguns pilotos que vinham atrás conseguiram desviar, menos Siegfried Stohr, companheiro de equipe do italiano e que largava da 13ª posição, que bateu na traseira da Arrows de Patrese. O mecânico acabou foi atingido e com o choque quebrou uma perna, mas sobreviveu.

A corrida foi paralisada e, 40 minutos depois, uma nova largada foi autorizada. Logo na relargada, Didier Pironi (Ferrari) assumiu a liderança.

Na nona volta, após uma disputa de posição com Alan Jones (Williams), Nelson Piquet acabou tocado, saiu da pista e abandonou a corrida. Furioso, Piquet foi ao box da Williams para tirar satisfações.

Além de Piquet, o Brasil também foi representado por Chico Serra na corrida belga. O piloto da equipe Fittipaldi largou em 20º e foi um pouco mais longe do que Piquet, até o motor Ford de seu carro apresentar problemas, causando seu abandono na 29ª volta.

Nove voltas mais tarde, foi a vez de Jones abandonar com problemas em sua caixa de câmbio. Com isso, Carlos Reutemann assumiu a liderança até receber a bandeirada quadriculada na primeira posição, com Jacques Laffite em segundo e Nigel Mansell em terceiro.

Este foi o primeiro dos 59 pódios conquistados pelo 'Leão' na Fórmula 1, que ainda se consagraria campeão da categoria em 1992.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Conteúdo especial